Após um aumento na taxa de transmissão do novo coronavírus ao longo de uma semana, Belo Horizonte registrou também uma pequena elevação na ocupação de leitos reservados a pacientes com Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta terça-feira (22). Mesmo assim, os indicadores referentes aos leitos continuam no nível verde de acompanhamento, ou seja, em estado de controle.

A taxa da capacidade potencial de ocupação de leitos de UTI está em 46,2%, enquanto era 45,9% na segunda-feira (21). Já a ocupação dos leitos de enfermaria subiu de 36,8% para 37,8%.

Já a taxa média de transmissão por infectado (Rt) está em nível amarelo, de alerta, em 1,03 – ou seja, em média, neste momento, 100 infectados transmitem o vírus para 103 pessoas. Essa é a mesma taxa indicada no boletim desta segunda-feira

Os três indicadores são fundamentais para que a prefeitura tome decisões referentes à flexibilização das atividades econômicas. No próximo fim de semana, a cidade terá a reabertura de clubes e a volta da Feira Hippie, com novo layout. 

Veja como estão os indicadores no momento:

indicadores 22/9

 

Em nota, a prefeitura informou que, no momento, o fato de a taxa de transmissão estar em 1,03 não impactará no processo de reabertura das atividades econômicas. "A preocupação da PBH está no cenário em que esse indicador permaneça durante muito tempo acima de 1,00, ou mesmo num valor crítico, acima de 1,20, o que provocaria um crescimento no número de casos mais graves e, consequentemente, pressão sobre a infraestrutura de saúde", esclareceu a administração municipal, explicando que as atividades econômicas serão fechadas novamente se a pandemia sair do controle.

De acordo com o boletim desta terça, Belo Horizonte registra 39.467 casos confirmados de infectados pelo novo coronavírus, sendo que 2.270 deles são referentes a pacientes em acompanhamento (internação ou isolamento domiciliar).

A cidade também registrou 1.172 mortes por Covid-19, sendo que a região Oeste foi a mais afetada pela pandemia, com 151 mortes. A regional Nordeste também foi bastante impactada, com 145 óbitos.