Duas semanas depois de assistir a uma ampliação da retomada do comércio, inclusive com a reabertura de bares, e a uma "debandada" de moradores deixando a cidade para curtir o feriado prolongado em outros municípios, Belo Horizonte voltou a atingir o nível amarelo, que é de alerta, na taxa de transmissão do novo coronavírus.

Nesta segunda-feira (21), conforme levantamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), o índice alcançou 1,03. Isso significa que cada contaminado pelo vírus transmite a doença para mais de uma pessoa.

De acordo com o Comitê de Combate à Covid-19, o ideal é que a taxa de transmissão fique abaixo de 1. Apesar da alta, os outros dois indicadores analisados pela prefeitura para determinar a flexibilização ou fechamento da metrópole continuam nos níveis verdes.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI dedicados para pacientes com o novo coronavírus está em 45,9%. Já a lotação dos leitos de enfermaria exclusivos está em 36,8%.

A partir do próximo sábado (26), a capital avança em mais uma etapa da flexibilização, quando os clubes de lazer poderão reabrir para o público. No domingo (27) ,será a vez da Feira Hippie voltar a funcionar.

Monitoramento

Apesar da aceleração da transmissão da doença, a prefeitura informou que, no momento, não vai alterar o processo de reabertura das atividades econômicas. "A preocupação da PBH está no cenário em que esse indicador permaneça durante muito tempo acima de 1,00, ou mesmo num valor crítico, acima de 1,20, o que provocaria um crescimento no número de casos mais graves e, consequentemente, pressão sobre a infraestrutura de saúde", pontuou.

Conforme o executivo, atualmente a taxa de contágio não está refletindo em pressão nos leitos disponíveis. "Os indicadores permanecem em monitoramento constante. Qualquer agravamento que comprometa a capacidade de atendimento será tratado da forma devida, com o objetivo de preservar vidas. No entanto, não há elementos que indiquem que essa situação está próxima", destacou o executivo.

indicador covid+19

Casos

BH tem, atualmente, 39.379 casos confirmados da Covid-19. Do total de infectados, 1.168 vítimas perderam a vida para o vírus. Hoje, de acordo com a SMSA, 2.384 estão sendo acompanhados por equipes de saúde.

Leia mais:
Pessoas recuperadas da Covid podem continuar transmitindo a doença e se reinfectar, alerta Estado
Sem nenhum caso de coronavírus, São Tomé das Letras decide continuar fechada para turistas
Primeiro dia de aulas no Colégio Militar de BH foi comemorado por alunos que compareceram