A taxa de transmissão do novo coronavírus em Belo Horizonte saltou de 1,00 para 1,04, segundo informações do boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (16). 

Nessa quarta-feira (15), o índice deixou o nível verde de controle e voltou ao nível de alerta amarelo. Quando a taxa, conhecida como RT, fica acima de 1, é um indicativo de que a transmissão do vírus está acelerando. 

Pelo novo índice, cada grupo de 100 pessoas transmite a Covid-19 a outras 104. 

Por outro lado, os outros dois indicadores registraram queda e seguem controlados. A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a doença caiu de 49,8% para 44,3%. Já a lotação das enfermarias passou de 32,4% para 31.1%.

Boletim

A capital mineira confirmou, até o momento, 278.370 casos de Covid-19.

O número de recuperados são 270.317. Outros 695 permanecem em acompanhamento. No total, 6.633 pessoas morreram em decorrência da doença.

Vacinação

De acordo com o informe, 1.936.126 pessoas foram vacinadas com a primeira dose na cidade, o que corresponde a 84,9% da população. Com as duas doses ou dose única, 1.082.735 moradores foram imunizados, o equivalente a 48,6% da população. Outros 14.289 já tomaram o reforço com a 3ª dose.

Nesta sexta-feira (17), será realizada repescagem para os idosos de 81 a 79 anos e de 88 a 86 anos.

O horário de funcionamento dos locais de vacinação em dias úteis é das 8h às 17h para pontos fixos e extras e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru. Já aos sábados os postos fixos e extras funcionam das 7h30 às 14h e os pontos drive-thru das 8h às 14h.

Leia Mais:
Brasil registra 34,4 mil casos de Covid-19 e 643 mortes em 24 horas
Minas vacinou mais de 1,3 mil adolescentes com vacina não recomendada pela Anvisa, diz Queiroga
CoronaVac dá proteção acima de 90% a quem tem comorbidades, diz estudo