Após quase um mês de buscas, chegou ao fim o sofrimento dos familiares do taxista Wellington Oliveira Passos. O motorista de 37 anos, que estava desaparecido desde o dia 14 de dezembro, foi localizado. Conforme a Polícia Civil, o homem estava na cidade de Umuarama, no Paraná. 

A corporação informou que o taxista está na delegacia da cidade paraense aguardando a chegada dos parentes para trazê-lo de volta para BH. Apesar dele ter sido encontrado, a polícia informou que as investigações continuam.

Mobilização

Parentes e amigos de Wellington fizeram uma campanha nas redes sociais para localizar o homem, que havia sido visto pela última vez em um sábado. O carro que ele dirigia foi achado no mesmo dia do sumiço, em uma estrada de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O veículo estava revirado e danificado e por isso a polícia suspeitou que se tratava de um crime, mas outras hipóteses não haviam sido descartadas.

Desaparecimento

Segundo as investigações da Divisão de Pessoas Desaparecidas, a última corrida registrada no rastreador do veículo, que pertence à cooperativa Coopertramo, começou às 21h e foi do aeroporto de Confins até o Belvedere. Depois, o taxista teria ido ao bairro Sion, onde permaneceu por um longo período na madrugada. O próximo registro do rastreador apontou uma parada no Conjunto Cristina, no bairro São Benedito, em Santa Luzia, região onde o veículo foi encontrado por um caminhoneiro.

Segundo o boletim de ocorrências, o veículo estava na estrada Alto das Maravilhas revirado e tinha o vidro dianteiro do lado do passageiro quebrado. Alguns pertences estavam dentro do carro, incluindo um celular.

Leia mais:
Polícia investiga desaparecimento de taxista cujo carro foi encontrado em estrada de Santa Luzia