O temporal que atingiu Belo Horizonte na tarde desta terça-feira (14) provocou diversos transtornos e estragos pela cidade. A região mais atingida foi a Pampulha, onde houve alagamento de vias e do aeroporto, desabamento de uma casa, quedas de árvores, sendo uma delas de grande porte que deixou um carro destruído, além de pessoas terem ficado ilhadas.

O risco de alagamentos também levou a Defesa Civil a fechar preventivamente algumas avenidas em BH. As medidas foram tomadas nas avenidas Vilarinho, em Venda Nova; Francisco Sá, região Oeste da capital; e Bernardo Vasconcelos, na região Nordeste. As duas primeiras vias seguem sem registro de inundação, mas a Bernardo de Vasconcelos ficou sob a água no cruzamento com avenidas Cristiano Machado e Clara Nunes.

O bloqueio foi informado pelo aplicativo Waze, após as fortes chuvas que atingiram a cidade. A Defesa Civil também emitiu alerta para a possibilidade de granizo, que foi registrado na Pampulha, nos bairros Paraíso, da Graça e São Francisco.

Sem luz

Moradores dos bairros Cidade Nova, São Gabriel e Palmares, na região Nordeste de BH, ficaram sem energia elétrica na tarde desta terça. Segundo a Cemig, técnicos da companhia já estão nos locais trabalhando para restabelecer a distribuição.

Apesar de a companhia só confirmar os três bairros, há relatos de falta de energia elétrica nos bairros Jaraguá, Alípio de Melo e São Francisco.

A Cemig não soube informar o que causou as panes elétricas.

Aeroporto

O saguão do Aeroporto da Pampulha, no bairro São Luiz, inundou e precisou ser fechado às pressas durante a tromba d'água. O temporal alagou também parte da pista de manobra dos aviões e do espaço de embarque, além da praça Bagatelle, que fica em frente ao terminal.

Segundo a Infraero, por volta das 15h30, os ventos no aeroporto estavam em torno de 81 km/h. Havia poucas pessoas tanto no saguão quanto na entrada do terminal na hora da inundação e ninguém se feriu, de acordo com os bombeiros.

Chuva PradoChuva inundou ruas da cidade e causou quedas de árvores

Vítimas

O Corpo de Bombeiros precisou fazer o resgate de pessoas ilhadas em três endereços na capital. Um na avenida Antônio Carlos, outro na Sebastião de Brito, no Dona Clara; e o terceiro no bairro Aparecida. A corporação não informou o número de vítimas.

No Jardim Montanhês, na região Noroeste, uma pessoa ficou presa com quatro crianças após a casa onde elas estavam desabar. Ainda não há mais detalhes sobre esta ocorrência.

Queda de árvores

Uma das ocorrências de queda de árvore que mais chamou a atenção aconteceu no Jaraguá, na Pampulha, onde um carro ficou destruído e uma cratera foi aberta no asfalto com o impacto da árvore de grande porte ao cair. Não havia ninguém no carro na hora do acidente; não houve feridos.

Segundo a BHTrans, também foram atendidos casos na avenida Antônio Carlos, na altura do Colégio Militar; na rua Orozimbo Nonato, no bairro Dona Clara; e na rua Porto, no bairro São Francisco, todas na região da Pampulha.

Duas outras ocorrências foram registradas em ruas vizinhas à Praça Manoel dos Reis Filho, conforme o Corpo de Bombeiros. Em uma delas, na rua Erasmo Figueiredo Silva nº 123, uma árvore caiu em cima de um portão e dois carros e obstruiu a via. Já na Avenida Izabel Bueno, uma espécie caiu em cima de uma loja e deixou as pessoas que estavam dentro dela presas.

avenida Reitor Mendes Pimentel, na UFMG, foi tomada pela água da chuva
avenida Reitor Mendes Pimentel, na UFMG, foi tomada pela água da chuva

UFMG

No campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), carros ficaram em meio ao um "rio" que se formou na avenida reitor Mendes Pimentel, a principal para quem entra pela avenida Antônio Carlos. As entradas da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) e da Faculdade de Ciências Econômicas (Face) ficaram bloqueadas pelo volume d'água.

A Biblioteca Central, segundo a UFMG, teve queda de energia pela intensidade do temporal. O funcionamento, contudo, foi pouco prejudicado, pois a luz voltou em poucos minutos.

Leia Mais:
Árvore gigante destrói carro e abre cratera no asfalto no Jaraguá
Temperatura chega ao recorde de calor em BH, que entra em alerta para tempestades, raios e ventanias
Confira formas de tratamento para infectados com 'cerveja tóxica'; hospital pode usar até etanol