Uberaba, no Triângulo Mineiro, recebeu, nesse domingo (24), 18 pacientes do Amazonas com Covid-19 para tratamento na rede pública de saúde da cidade. Os doentes chegaram em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e foram conduzidos ao Hospital Regional José de Alencar. 

Na última semana, o governador Romeu Zema (Novo) já havia indicado que o Estado disponibilizaria leitos de UTI para os amazonenses, que sofrem com a falta de cilindros de oxigênio nas unidades de saúde. 

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, a decisão de receber os pacientes, além de um gesto de solidariedade, baseou-se em critérios técnicos do plano Minas Consciente. "Para nós, é muito importante poder atender estas pessoas em um momento tão crítico para elas”, afirmou Amaral.

O titular da pasta lembra, ainda, que a transferência de doentes dentro do mesmo Estado ou até de uma unidade federativa para outra se baseia nos princípios de integralidade, universalidade e equidade do Sistema Único de Saúde (SUS).

Situação em Uberaba

Uberaba está na macrorregião Triângulo do Sul, a única em Minas Gerais, neste momento, na onda verde do plano, onde é permitido o funcionamento de atividades não essenciais em virtude do controle do contágio na região. A ocupação dos leitos de UTI na regional está em 54% na rede pública, sendo 13% ocupadas por pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.

Segundo a prefeita de Uberaba, Elisa Araújo (Solidariedade), disponibilizar vagas na terapia intensiva para os doentes foi uma resposta positiva à solicitação do governo do Estado, tomada em conjunto com o Comitê Técnico Científico de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura e a Câmara de Vereadores. 

“Uberaba está em situação confortável em relação ao resto do país. Por isso, fomos escolhidos para receber estas pessoas”, afirmou a chefe do Executivo municipal.

Hospital

O Hospital Regional José de Alencar é referência no tratamento do SARS Cov-2 na macrorregião Triângulo do Sul e de atendimento exclusivo a pacientes do SUS. Para receber os amazonenses, a prefeitura informou que todos os internos não Covid-19 foram conduzidos a outras unidades.

Desta forma, a casa de saúde passou a ser integralmente destinada ao tratamento do coronavírus, com capacidade garantida pelo Estado para habilitar mais leitos.

*Com Agência Minas

Leia mais:

Ao menos uma morte por Covid-19 já foi confirmada em 85% das cidades de Minas
BH já tem um caso de Covid-19 para cada 30 moradores
Especialistas decifram eficácia da CoronaVac; veja o vídeo