A UFMG foi classificada como a terceira melhor universidade do Brasil em 2022, segundo o ranking da revista britânica Times Higher Education. A instituição ocupa essa posição desde 2019.

Das 59 faculdades brasileiras ranqueadas, nove são de Minas Gerais, sendo oito públicas. São as universidades federais do Triângulo Mineiro (UFTM), de Juiz de Fora (UFJF), de Lavras (Ufla), de Ouro Preto (Ufop), de Uberlândia (UFU), dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e de Viçosa (UFV).

A Times Higher Education avaliou 1.662 instituições de 99 países ou regiões. As avaliações são baseadas em cinco áreas: ensino (ambiente de aprendizagem), pesquisa (volume, receita e reputação), citações (influência da pesquisa), perspectiva internacional (funcionários, alunos e pesquisa) e renda da indústria (transferência de conhecimento).

Com base nesses fatores, a UFMG ficou na faixa entre 601 e 800 melhores. A Universidade de São Paulo (USP), que lidera o ranking, está entre 201 e 250; a Universidade de Campinas (Unicamp), no segundo lugar, tem colocação mundial entre 401 e 500. Todas as outras instituições mineiras ficaram acima de 1.201. 

Os indicadores também demonstram a proporção entre estudantes do sexo masculino e feminino e porcentagem de alunos estrangeiros. Nesse quesito, dos 43.886 matriculados na UFMG, a proporção entre homens e mulheres é de 53:47 e 2% têm origem internacional. 

No ranking das melhores universidades da América Latina de 2021, feito pela mesma empresa e publicado em julho deste ano, a UFMG ficou em terceiro lugar. 

Leia mais: 

Senai abre inscrições para o Grand Prix de inovação
BH inicia aplicação da 3ª dose da vacina em idosos a partir desta quinta; veja quem irá receber
Anvisa aprova medicamento para tratamento da Covid-19