Uma estudante de Arquitetura da UFMG, com histórico de viagem ao exterior, testou positivo para o coronavírus. Esse é o primeiro caso confirmado para a Covid-19 na instituição, que interrompeu as aulas presenciais nessa quarta-feira (18) por tempo indeterminado. Novos casos devem ser informados, obrigatoriamente, ao Diretório Acadêmico (DA) do curso.

Conforme o DA, a mulher, que não teve a identidade, idade e disciplinas cursadas reveladas, frequentou aulas na Escola de Arquitetura (EAUFMG) no período entre segunda e sexta-feira passadas - 9 a 13 de março, mas não usou laboratórios de arquitetura. Ela tem histórico de viagem recente à França e à Itália.

Por essa razão, o DA da graduação recomendou aos alunos que estiveram na universidade nessas datas que redobrem a atenção e sigam, "à risca", as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O diretório ainda afirmou a obrigatoriedade de ser informado caso algum estudante apresente suspeita ou confirmação da doença. O DA reiterou que dados sobre o aluno serão tratados com sigilo, "a fim de manter sua privacidade e evitar pânico geral entre os estudantes". 

Procurada, a UFMG confirmou o caso e informou que, ainda nesta sexta-feira, irá divulgar uma nota sobre o caso.

Suspensão de atividades

Além das aulas já suspensas, a EAUFMG informou que cancelará as atividades administrativas presenciais da Escola a partir da próxima segunda-feira (23). Todos os servidores trabalharão remotamente, por meio de e-mail, e os servidores terceirizados receberão, em breve, recomendações sobre o formato de trabalho.

Leia mais:
Covid-19: Observatório de Favelas vai enviar orientações pelo WhatsApp
Coronavírus leva TSE a suspender prazos processuais até 30 de abril
Com mais de mil mortos por Covid-19, Espanha fecha hotéis