Grávidas e lactantes da Região Metropolitana de Belo Horizonte contarão com tratamento odontológico gratuito oferecido pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) a partir do próximo semestre. O projeto de extensão "Tal mãe, tal filho" contará com atendimentos por livre demanda, sendo que os agendamentos das consultas devem ser feitos por meio de mensagem ou ligação para o número (31) 9 9976-9599. 

A professora Lívia Guimarães, que é uma das idealizadoras do projeto, explica que ele visa suprir a falta de uma disciplina no currículo do curso de Odontologia direcionada aos cuidados odontológicos com mulheres grávidas e de informações a respeito do pré-natal odontológico. O "Tal mãe, tal filho" teve início no primeiro semestre de 2019 com 20 vagas para alunos da graduação, a partir do sexto período. 

De acordo com Lívia, o pré-natal odontológico é ainda um tema tabu na sociedade, pois existe uma ideia, equivocada, de que mulher não pode ir ao dentista porque o tratamento afeta a gravidez. "As grávidas precisam de cuidados especiais, pois não é uma paciente como outra qualquer. Temos que tomar cuidado com a prescrição de medicamentos, pois não é qualquer um que elas podem tomar. A priori, elas podem passar por qualquer procedimento, mas devem ter cuidados especiais, como a posição na cadeira ou o tipo do anestésico a ser ministrado", pontua. 

Ainda segundo ela, também existem casos de dentistas que se recusam a atender gestantes. A professora lembra, no entanto, que o tratamento é importante porque alterações odontológicas podem atrapalhar a gravidez de uma pessoa, podendo causar, inclusive, o parto prematuro.

As principais demandas atendidas pelo projeto são cuidados relativos ao sangramento da gengiva (comuns durante a gestação devido às alterações hormonais no corpo da mulher), cáries e dor de dente. Além disso, o projeto também promove ações educativas visando à promoção da saúde de mulheres grávidas e lactantes, por meio de rodas de conversas, palestras e eventos.  

Parcerias

Ainda de acordo com a UFMG, o projeto "Tal mãe, Tal filho" também recebe alunas gestantes assistidas pela UFMG e encaminhadas pela Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), além de manter parcerias com o Hospital Sofia Feldman e com a Clínica do Bebê, da Faculdade de Odontologia.

A primeira se dá por meio do desenvolvimento de ações de promoção da saúde para gestantes e lactantes, além do encaminhamento de pacientes que contribuem para o Banco de Leite Humano, do Hospital. Por sua vez, mulheres que tiveram seus atendimentos encerrados em razão do nascimento dos filhos e do fim do período de puerpério são encaminhadas à Clínica do Bebê.

Leia mais:
Aprovados na UFMG para o segundo semestre podem consultar informações de matrícula
Oficinas e residências do Festival de Inverno da UFMG têm inscrições abertas
UFMG desenvolve fórmula para reduzir incômodos causados pelo ácido retinóico