A Faculdade de Medicina da UFMG faz parte de um estudo sobre a aplicação de uma dose de reforço da vacina Janssen. Ao todo, a pesquisa reúne cerca de 4,5 mil voluntários no Brasil, 400 deles na universidade em Belo Horizonte.

O objetivo é estabelecer dados mais precisos sobre o aumento da proteção contra a Covid-19 proporcionado pelo reforço da vacina Janssen, aplicada inicialmente como dose única.

De acordo com o coordenador da pesquisa, professor Jorge Andrade Pinto, já existem dados que indicam que o reforço da vacina fabricada pela Johnson & Johnson aumenta o nível de anticorpos contra a Covid em cerca de 12 vezes, mas um estudo controlado e monitorado chegará a resultados mais seguros e completos. 

O estudo tem seu início previsto para novembro deste ano e vai até 2022. As vagas para voluntários já foram completamente preenchidas.

Leia mais:
Minas estuda retomada obrigatória às aulas presenciais ainda este ano
Minas registra 1,8 mil casos e 28 mortes por Covid nas últimas 24 horas