Um mês após a queda de um ônibus de turismo de um viaduto na BR-381, em João Monlevade, na região Central de Minas, dois pacientes permanecem internados.

No Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, um homem de 33 anos foi transferido da UTI para um leito de enfermaria e se recupera em estado estável. Outro, de 26 anos, permanece internado no Hospital Margarida, em Monlevade.

Após a queda do ônibus de uma altura de 20 metros, 19 pessoas morreram e 27 ficaram feridas. O veículo havia saído de Mata Grande, em Alagoas, e seguia para a capital paulista. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o ônibus circulava graças a uma decisão liminar da Justiça. O motorista pulou do veículo antes da queda e se apresentou a uma delegacia três dias depois

A Polícia Civil de Minas informou que está com as investigações em andamento. “Até o momento, formalizou, dentro do inquérito policial, cerca de 20 oitivas, incluindo vítimas, testemunhas, motorista e representantes legais da empresa de ônibus. Outras sete pessoas foram ouvidas no decorrer de levantamentos da equipe de investigação. Os laudos de perícia estão em curso e outras diligências serão realizadas como parte dos trabalhos policiais”, informou a corporação.