A chegada do coronavírus ao Brasil e a proliferação de casos suspeitos em Minas acendem o alerta sobre o risco real de transmissão da doença, que vem acompanhado de um emaranhado de dúvidas. Isso sem falar da contribuição negativa das fake news.

A que distância posso ser contaminado se entrar em contato com um doente? Em que situação usar máscara? Por quanto tempo ela pode ser usada? Qual o tipo mais adequado?  

Pouca gente sabe, mas se retirada incorretamente, a própria máscara pode ser um veículo de contaminação. 

Para esclarecer as principais dúvidas práticas que ainda cercam o coronavírus, o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano, detalha no vídeo abaixo as formas de transmissão do vírus e ensina como se proteger com segurança.

 Assista: