Na próxima quinta-feira (21), as Defesas Civis estadual e municipal de Nova Lima, com a participação da mineiradora Vale, realizarão um simulado de evacuação de emergência. A atividade envolverá diversas comunidades do município, entre elas, 100 moradores do distrito de Macacos, em São Sebastião das Águas Claras, na região metropolitana.

De acordo com a Vale, o objetivo da atividade é orientar a população sobre como proceder em caso de emergência, como o rompimento de uma barragem. O simulado faz parte do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM), que está previsto em lei.

"No horário do simulado, os moradores serão avisados por meio do toque real de sirenes – antes é emitida uma mensagem informando que se trata de um simulado – e deverão seguir as rotas de fuga e se dirigir aos pontos de encontro localizados em área segura", afirmou a empresa. Além disso, a Vale confirmou que vai seguir os protocolos de saúde e segurança durante todo o treinamento, para evitar a disseminação da Covid-19.

Devem participar do simulado os moradores das Zona de Autossalvamento (ZAS) das barragens B3/B4, B6, B7 e Taquaras, da mina de Mar Azul; barragem 5, da mina da Mutuca; e Capão da Serra, da mina de Tamanduá. A empresa reforça que não houve alteração na condição de segurança das estruturas das respectivas barragens. 

Como medida preventiva, durante a execução das atividades, haverá interdição temporária do trânsito nas seguintes vias:

- Estrada São Sebastião das Águas Claras, em frente à Pousada Mata Atlântica e na esquina com a estrada do Engenho
- Rua São Luiz – Macacos
- Av. Manoel Bandeiras
- Alameda do Luar, nas proximidades da portaria 2 do Condomínio Pasárgada
- Igreja de Macacos
- Capela Velha
- Canto dos Fechos
- Estrada do Engenho, em frente ao circuito de bike
- Áreas internas Vale

Leia também:
Trabalhos para esvaziar barragem com risco de rompimento no Sul de Minas devem durar dois meses
'É falsa a ideia de que mineração só traz buraco', diz Flávio Penido, diretor-presidente do Ibram