Vereadora mais votada da história de Belo Horizonte, Duda Salabert (PDT) denunciou ter sido vítima de transfobia nesta segunda-feira (25). O caso ocorreu em um shopping na região Central da cidade. Em publicação nas redes sociais, a parlamentar afirma que foi fazer a sobrancelha em um salão de beleza, mas a atendente afirmou que "não atendia homens".

"Eu vim aqui a um salão no shopping fazer a sobrancelha, daí a atendente me disse que só atende ao público feminino. Então eu disse 'a minha sobrancelha é para o público feminino', mas ela disse 'não, a gente não atende homem'", relatou na postagem.

A vereadora ainda explicou para a funcionária que é uma pessoa transsexual, mas recebeu a negativa em definitivo. "A gente não vai te atender", afirmou Duda Salabert. No final do vídeo, ela ainda disse que estava indo até a gerência do local e lamentou a situação. "Terrível", desabafou.

Em nota, a assessoria responsável pelo shopping afirmou que "repudia a prática discriminatória e reforça a preocupação no combate a todo e qualquer tipo de preconceito. Diante da denúncia recebida, a equipe da administração acolheu prontamente a cliente Duda Salabert e assumiu o compromisso em apurar e atuar na conscientização deste e de outros lojistas para evitar que a situação se repita". O local ainda reforçou ser um "ambiente diverso e com a bandeira de ser o shopping para todos".

Procurada pela reportagem do Hoje em Dia, a vereadora Duda Salabert confirmou o contato com os representantes do centro de compras. Segundo ela, eles pediram desculpas pelo ocorrido, mas afirmaram "não controlar os lojistas". A parlamentar disse que uma denúncia interna foi aberta pelo estabelecimento para investigar o caso.

A vereadora informou que, nesta terça-feira, deve procurar uma delegacia para registrar denúncia formal contra o salão de beleza.

Leia mais:
Governo de Minas irá reduzir alíquota do ICMS sobre o diesel e não congelá-lo, como anunciou Zema
Transmissão da Covid-19 segue ritmo de crescimento e se aproxima do nível de alerta em BH