Consultas anuais com oftalmologista são fundamentais para detectar e tratar doenças

Patrícia Santos Dumont
25/10/2019 às 21:34.
Atualizado em 05/09/2021 às 22:24
 (Lucas Prates)

(Lucas Prates)

Embora não seja um hábito no Brasil – pesquisa recente mostrou que um terço dos brasileiros nunca foi ao oftalmologista –, visitar um especialista em olhos pelo menos uma vez ao ano é fundamental para prevenir e detectar doenças que, quando precocemente identificadas, podem ser tratadas, melhorando a qualidade de vida do paciente. 

O cuidado com os olhos deve começar desde cedo, afirma o oftalmologista Luiz Molinari, da Unimed-BH. Obrigatório na rede pública de saúde, simples, rápido e indolor, o teste do olhinho, que deve ser realizado em todos os recém-nascidos, ainda na maternidade, detecta diferentes problemas, de catarata a câncer. 

Logo no primeiro ano de vida, o bebê também deve ser submetido a consulta com especialista. Nesta faixa etária, um tipo de tumor maligno infantil é identificável possibilitando acompanhamento e tratamento adequados. A partir dos 10 anos, quando são comuns surgirem os erros de refração, também entra no radar a ceratocone, responsável pela maioria das indicações de transplante de córnea no Brasil. A doença modifica a estrutura da córnea, levando à perda progressiva da visão. 

“Nos adultos, de modo geral, surgem patologias como glaucoma, que exige acompanhamento, além de presbiopia, a popular vista cansada. Depois dos 60, podem aparecer retinopatia diabética, em pacientes com a doença, o próprio glaucoma, catarata e degeneração macular por idade”, acrescenta o médico.

Leia mais:

Uma vez ao ano

Oftalmologista em Belo Horizonte, Mariana Fontenelle ressalta que as consultas médicas devem ser realizadas pelo menos uma vez ao ano ou com menor frequência, conforme orientação profissional. Segundo ela, além dos erros refrativos – miopia, hipermetropia e astigmatismo (saiba mais no infográfico no fim da matéria), os olhos também podem ser impactados por outras doenças como hipertensão, diabetes, infecções e até por intoxicação medicamentosa.

“O olho seco, por exemplo, pode ter inúmeras causas: uso excessivo de computadores, doenças sistê-micas e influência do ambiente, da umidade do ar e da temperatura. Os colí-rios lubrificantes são ótimas opções de tratamento, mas antes de tratar a consequência é necessária uma avaliação para identificar a causa”, reforça a profissional. 

Estima-se que cerca de 340 milhões de pessoas no mundo sofram com a síndrome do olho seco. O problema gera desconforto, alterações visuais e inflamações. 

Além disso:

Naturalmente responsável por 85% das informações processadas no cérebro humano, a visão é um dos sentidos mais importantes do corpo. Cuidar dela inclui não só visitar o oftalmologista com frequência, mas também adotar hábitos saudáveis. Confira os oito principais para prevenir doenças nos olhos:

1- Cuidado com o sol
O uso de óculos de sol de boa qualidade reduz a exposição aos efeitos nocivos da radiação ultravioleta

2- Cuidado com a exposição excessiva às telas de TV, smartphones e computadores
Ficar muito tempo em frente às telas pode causar ressecamento dos olhos, cansaço visual, distúrbios do sono e até erros refrativos

3- Evite coçar os olhos
O mau hábito pode causar irritação, lesões oculares e até problemas na córnea. Se o clima estiver seco, hidrate os olhos com colírios lubrificantes receitados por um profissional ou com soro fisiológico

4- Cuidado com o uso de colírios
Evite a automedicação. Corticoides são particularmente preocupantes pelo risco de induzirem ao glaucoma e à catarata. Só use colírios receitados por seu médico

5- Durma no mínimo oito horas por dia
Dormir pouco pode causar irritação nos olhos e cansaço visual

6- Tenha uma alimentação balanceada
Alimentação rica e diversificada, incluindo vegetais verdes escuros e legumes, peixes e sementes, fornece vitaminas benéficas para o funcionamento da retina

7- Procure ajuda médica caso perceba alguma disfunção visual
O diagnóstico precoce evita complicações. Faça consultas regulares para avaliar a qualidade da visão e atualizar o grau dos óculos, se necessário

8- Cuidado com produtos muito próximos aos olhos
Produtos químicos, maquiagens e tinturas podem causar irritação e alergias nos olhos e pálpebras. Sempre retire a maquiagem antes de dormirEditoria de Arte / N/A

Clique para ampliar ou salvar a imagem

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por