Filhote de gorila de apenas 3 meses morre após cair de uma pedra no zoológico de BH

Bernardo Estillac
bernardo.leal@hojeemdia.com.br
26/12/2021 às 18:08.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:37
 (Foto: Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica/ Divulgação)

(Foto: Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica/ Divulgação)

Um filhote de gorila de 3 meses morreu após cair das costas da irmã na manhã deste domingo (26) no zoológico de Belo Horizonte. De acordo com a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB), a queda foi de uma altura de aproximadamente três metros.

Por volta das 10h, os tratadores do zoológico observaram que os primatas mais jovens estavam na área aberta do local destinado aos gorilas. Quando a irmã do filhote, Anaya, o pegou e o colocou nas costas para subir numa pedra que faz parte do recinto, o gorilinha acabou caindo.

Segundo a FPMZB, Jahari, também irmão do filhote, ao perceber o incidente, levou o filhote desacordado até a mãe Imbi. Durante esse trajeto, houve uma nova queda.

Os veterinários conseguiram retirar o pequeno gorila da área restrita para atendê-lo, mas ele já estava sem pulsação e sem movimentos respiratórios. O filhote apresentava hemorragia nasal e diversas lesões no crânio.

O pequeno era do sexo masculino e ainda não tinha recebido um nome. Ele seria batizado em concurso com votação popular na capital mineira, como costuma acontecer com filhotes do zoológico.Suziane Fonseca / PBH / Divulgação

Segundo o zoo de BH, o recinto dos gorilas foi pensado para simular o ambiente natural da espécie

O corpo do primata foi entregue de volta à família para que eles possam se despedir dele, um comportamento de luto comum na espécie.

Em nota, o zoológico de BH afirma ainda que deve aguardar orientações do Programa Europeu de Espécies Ameaçadas/Gorillas, do qual faz parte, para decidir qual será o melhor destino do corpo do filhote.

Fatalidade
O gerente do zoo da capital, Humberto Mello, disse que os irmãos carregarem o filhote é um comportamento natural da espécie, pois é o momento em que a mãe ganha tempo para se alimentar de forma adequada.

Em entrevista ao Hoje em Dia, Mello lamentou o ocorrido, mas afirmou que trata-se de uma fatalidade, um acidente.

"A gente sabe que a queda pode acontecer. Já foi registrado em zoológicos de fora e até na natureza. Não é um fato inédito, não é corriqueiro, mas já aconteceu. Agora, infelizmente, foi em BH", comenta o diretor.

Mello acompanhou a entrega do corpo do filhote à família. Respeitar o tempo de luto dos animais é uma prática comum no zoológico.

"Respeitamos o comportamento social dos animais, fazemos isso com todos os grupos. Quando há morte constatada, ele volta para o recinto e fica o tempo necessário de acordo com o próprio comportamento do grupo, que precisa entender que o filhote não estará mais com eles porque faleceu", explica Humberto Mello.

O zoológico de BH abriga o único grupo reprodutivo de gorilas da América Latina, de acordo com o Programa Europeu de Espécies Ameaçadas/Gorillas.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por