Mordida do morcego

Governo de Minas confirma caso de raiva humana no Vale do Jequitinhonha; vítima tinha 12 anos

Clara Mariz
@clara_mariz
11/04/2022 às 20:28.
Atualizado em 12/04/2022 às 12:06

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas (SES-MG) confirmou, nesta segunda-feira (11), que o paciente de 12 anos que morreu em 4 de abril, na Zona Rural de Bertópolis, no Vale do Jequitinhonha, tinha raiva humana. Conforme a SES-MG, a causa da morte foi constatada por exame laboratorial.

O último caso de morte por raiva humana em Minas foi registrado em 2012, em Rio Casca, na Zona da Mata.

Um segundo caso de infecção ainda está sendo investigado pela SES-MG. Trata-se de uma paciente de 12 anos, que segue internada no hospital. O quadro dela é considerado estável, com evolução positiva. As autoridades de saúde já coletaram amostras para realização de exame laboratorial e estão aguardando o resultado.

De acordo com a SES-MG, os dois casos são provenientes da mesma cidade e foram registrados em 4 e 5 de abril. Eles estão relacionados à mordida de morcego contaminado pelo vírus.

Prevenção
Desde que os casos foram notificados, a secretaria disponibilizou 100 doses de vacina antirrábica para cães e gatos de Bertópolis.

Em caso de incidente com mamíferos silvestres, especialmente morcegos, ou domésticos, como cães e gatos, a Secretaria orienta que a população procure uma Unidade Básica de Saúde para avaliar a necessidade de adoção de medidas profiláticas, como a administração de vacina ou soro.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por