Liminar impede retorno programado de operação da mina de Brucutu

Anderson Rocha
25/03/2019 às 10:54.
Atualizado em 05/09/2021 às 17:57
 (Vale/Divulgação)

(Vale/Divulgação)

O retorno da operação da mina de Brucutu, localizada em São Gonçalo do Rio Abaixo, na região Central de Minas, que aconteceria nesse domingo (24), não ocorrerá. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (25) pela Vale. De acordo com a empresa, o cancelamento se dá pelos impactos de determinações judiciais. 

No último dia 21, a mineradora havia afirmado que o retorno estava previsto para até 72 horas. No entanto, liminares da Vara Única da Comarca de Santa Bárbara, na Grande BH, proferidas na última sexta-feira (22) em resposta à solicitação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), determinaram a paralisação da operação. 

Tratam-se das seguintes estruturas de contenção: Barragem Dique de Contenção Paracatu; Dique de Contenção Lavra Azul; Barragem Dicão Leste; Barragem do Mosquito; Dique de Contenção Cobras; Barragem Sul; Barragem Sabiá; B3; Dique da Estrada de São Gonçalo; Barragem Principal; Barragem Captação; Barragem Pocilga e Barragem Athayde.

Segundo a empresa, contudo, a determinação do MP impactará apenas as operações da mina de Brucutu, em função da Barragem Sul receber descargas eventuais da usina de concentração. A mineradora já tomou conhecimento das decisões, mas ainda não foi notificada.

A Vale afirmou que continuará a adotar medidas necessárias para garantir a segurança de suas barragens e tomará as medidas legais cabíveis no âmbito das ações judiciais.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por