Velório

'Machucaram ela demais, eu só quero justiça', diz pai de Bárbara Vitória

Raissa Oliveira
roliveira@hojeemdia.com.br
03/08/2022 às 09:05.
Atualizado em 03/08/2022 às 10:33
 (Valéria Marques / Hoje em Dia)

(Valéria Marques / Hoje em Dia)

O repositor Rogério Rodrigues, pai de Bárbara Vitória, garota de 10 anos encontrada morta após sair para comprar pão no bairro Mantiqueira, em BH, lamentou a perda violenta da filha e pediu justiça, que o suspeito seja identificado e presoo quanto antes. Na manhã desta quarta-feira (3), durante o velório da criança em uma funerária na região Noroeste de BH, se emocionou ao falar que a menina foi agredida.

“Machucaram ela demais. Não tem cabimento fazer isso com uma criança de 10 anos. Eu só quero justiça” cobrou. O pai de Bárbara afirma que hoje é o dia mais difícil de sua vida. “Eu vou enterrar daqui a pouco um pedaço de mim. É muito difícil”, lamenta. 

O repositor ressalta que vai guardar a lembrança de sua filha alegre e sorrindo. Segundo ele, as últimas palavras dela foram uma declaração de amor. “Vou gravar ela alegre, ela sorrindo. Ela falou ‘pai eu te amo’ no domingo”, lembrou emocionado. 

Investigação

O pai de Bárbara disse esperar que a polícia investigue todas as suspeitas, e que o assassino terá o que merece. “Quero Justiça. Quero que encontre ele. Você vai pagar por isso. A justiça de Deus é maior que tudo”, garante. 

Rogério ainda agradece a solidariedade das pessoas. “Agradeço a funerária que prestou todo o apoio. Tem muita gente, o pessoal que ajudou na divulgação nas redes sociais. Agradecer a todo mundo”, disse. 

Buscas 

Bárbara foi encontrada morta na manhã de terça-feira (2) atrás do gol de um campo de futebol no bairro Pedra Branca, em Ribeirão das Neves, na Grande BH.

Conforme declaração de óbito emitida pelo Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi asfixia. Ainda no local, a Polícia Militar disse que ela apresentava sinais de estrangulamento. 

O corpo foi encontrado com a camisa do Atlético, mesma que ela usava no dia do desaparecimento. Ela estava sem o short. A PC não informou se ela foi vítima de violência sexual.

Desaparecimento 

A menina estava desaparecida desde domingo (31), quando saiu de casa, no bairro Mantiqueira, região norte de BH, para comprar pão, por volta das 17h30.

No dia seguinte, imagens que circularam nas redes sociais mostravam que a menina chegou ao estabelecimento, comprou os pães e deixou o local às 17h46. Às 17h53, ela aparece caminhando ao lado de um suspeito, que usa blusa e calça pretas. Às 17h55, outra câmera registrou a menina descendo uma rua correndo.

O último registro da vítima foi feito às 18h23, quando ela apareceu correndo em frente a um comércio.

Bárbara foi encontrada morta nesta terça (2) a 500 metros da casa onde morava, com a camisa do Atlético, mas sem o short usado no dia do desaparecimento.

A Polícia Civil investiga o caso.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por