O verão já chegou ao fim, e quem não teve oportunidade de curtir a própria piscina pode começar a se programar para realizar o sonho de consumo até a próxima temporada de calor. Executar uma obra bem feita para usufruir de uma estrutura que, além de bela, seja realmente funcional, requer tempo, planejamento e alguns cuidados.

Material usado no revestimento da piscina deve combinar com ambiente onde será instalada

Localização e dimensão são os principais fatores a serem considerados, na avaliação do arquiteto Junior Piacesi. Segundo o profissional, também é preciso levar em conta a incidência de sol, a posição do vento, o tipo de solo, a vegetação, bem como presença ou não de telhado sobre a estrutura. “São fatores que influenciarão no custo final”, justifica o arquiteto.

Iluminação é estratégia para valorizar estrutura e destacar projeto paisagístico, por exemplo, dizem arquitetos

Considerar o espaço necessário para o empreendimento e o que se tem disponível para a obra também é essencial para evitar surpresas desagradáveis no decorrer da obra. Além da área propriamente dita, onde a estrutura será instalada, é importante incluir na conta espaço para a casa de máquina e para armazenamento de material de limpeza e manutenção.

Penduricalhos

Vencida a etapa “burocrática” da obra, é hora de partir para a melhor parte: escolha do layout da estrutura e do que virá com ela, como iluminação e plantas. “É importante analisar todos os recursos disponíveis e quais serão usados, a exemplo das bordas infinitas, dos jatos de hidromassagem, de bancos e spas, prainhas e cascatas”, enumera a arquiteta Gislene Lopes. 

Palmeiras ajudam a criar contexto mais tropical; projeto ideal deve passar por um profissional especializado em plantas

Segundo a profissional, ter uma definição bem feita e completa, do começo ao fim, faz toda diferença no final. Além de levar em conta espaços disponíveis e necessários, é importante considerar também a iluminação –que valoriza o projeto e é capaz de transformar uma piscina em verdadeira obra de arte. 

“A iluminação do entorno, principalmente, é elemento decorativo de grande impacto. É necessário analisar o uso das cores para que não fique exagerado e harmonizem bem com os revestimentos escolhidos”, orienta. 

Ainda conforme a profissional, é possível “sair da caixa” escolhendo desde revestimentos inusitados – pedras naturais ou sintéticas – a cores que vão além dos tradicionais verde e azul. “Não precisamos ficar presos nessas cores”. 

PISCINA

Estrutura com borda infinita, como a do projeto acima, é uma das mais requisitadas. Formato, charmoso, cria ilusão de ótica em estilo hollywoodiano e engana o olhar sobre onde começa e termina o espelho d’água. Estilo mais fluido melhora a aridez do espaço e deixa o local mais arejado e leve


Paisagem

O sonho de consumo da piscina também deve incluir o projeto paisagístico. O ideal, segundo Gislene Lopes, é manter coerência com o estilo escolhido. Junior Piacesi também recomenda consultar um especialista antes de escolher as espécies que vão compor o ambiente. 

“Se é planta que fica direto no solo ou planta que fica em vaso e qual será a proporção no local. Todas as escolhas devem estar bem equilibradas”, enfatiza.

Além disso

Piscinas de alvenaria dão mais liberdade desde o projeto à execução, pois permitem explorar a imaginação com diferentes revestimentos, incluindo pedras naturais ou até mesmo sintéticas.

Além disso, possibilitam um leque maior de formatos e tamanhos, que podem ser adaptados conforme a área do terreno escolhido e gosto do morador. Com a manutenção adequada, reparos geralmente só são necessários após cerca de 15 anos de uso. Por isso, acabam tendo o preço um pouco mais salgado em relação a outros modelos. 

Sinônimo de praticidade, as piscinas de fibra são fáceis de instalar e têm custo mais baixo em relação às de alvenaria. Inspiradas em barcos feitos do mesmo material, começaram a ser produzidas no anos 1950. Mais leves, são fáceis de instalar em apartamentos e até coberturas e têm durabilidade mínima de 20 anos.

Quem optar por esse tipo de modelo deve ficar atento a duas recomendações. Devido às características do revestimento, não podem ser esvaziadas sem um escoramento prévio. Por isso, nessa hora, o ideal é chamar uma empresa especializada. Produtos químicos usados na limpeza também devem ser diluídos para não interferir na pintura.

Leia mais:

Brutalismo: de simplificador de acabamentos a estilo moderno, ousado e elegante

Patchwork de memórias: cuidado e equilíbrio para usar antiguidades na decoração de casa

A cara do dono: casa bonita e bem decorada não é exclusividade feminina