Mascote preferido dos brasileiros, formando uma legião de 52,2 milhões de exemplares em quase metade das casas, cães são escolha número um de quem deseja agregar um pet à família. Antes de adotá-los, porém, é preciso conhecer peculiaridades das raças e ter em mente que animais de estimação requerem atenção e cuidado.

Adestradora franqueada da Cão Cidadão – empresa do especialista em comportamento animal Alexandre Rossi –, Natália Vitoriano chama atenção para a importância da adoção consciente. Segundo ela, é fundamental buscar um animal que se encaixe no dia a dia da família e que seja cuidado da forma que precisa e merece. 

GOLDEN RETRIEVER CÃO CACHORRO

Golden Retriever: conquista gente de toda idade pela expressão brincalhona e amigável. Adora brincar e se dá bem com todo mundo, incluindo estranhos, crianças e outros animais. É inteligente e obediente, o que torna a raça adequada para trabalhos como caçador, terapeuta, cão-guia ou mesmo animal de resgate. Não gosta de ficar muito tempo sozinho nem sem brincar, pois tem muita energia. O pelo longo não requer tosa, mas escovação ao menos duas vezes por semana. Origem: Escócia / Expectativa de vida: 10 a 12 anos

Segundo a profissional, características das raças podem orientar quanto às peculiaridades de cada grupo, informando e esclarecendo dúvidas, mas não devem servir, sozinhas, como ponto de partida para a escolha de um animal. “Não existe um padrão que deva ser esperado de todos. Ideal é pesquisar a raça, mas conhecer também o canil e, se possível, o comportamento dos pais”, diz.

AKITA CÃO CACHORRO

Akita: é ótimo companheiro e bastante leal. Certamente será um amigo do tutor e da família. Embora precise de espaço para se exercitar, não deve ser tratado como cachorro de quintal, pois gosta do convívio com humanos. Apesar de brincalhão e dócil, é cheio de personalidade e, por vezes, pode querer ocupar o espaço do tutor, ou seja, ser o líder. Contato com crianças deve ser supervisionado, pois, quando provocado, pode deixar vir à tona o instinto de caça. Origem: Japão / Expectativa de vida: 10 a 13 anos

Leia mais:

Sem crise em casa: preparação permite que animais recebam 'irmãozinhos' com naturalidade

Igual recém-nascido: cuidados nos primeiros dias do pet garantem boa saúde por toda a vida

Vai viajar nas férias e não sabe onde deixar o pet? Fizemos um roteiro de locais para ajudar!

BORDER COLLIE CÃO CACHORRO

Border Collie: é considerada uma das raças mais inteligentes. Além de esperto, tem grande instinto protetor. É fácil de ser treinado, já que une inteligência e afeto, e tem boa capacidade de entender e acatar ordens. Corredor nato, precisa ser treinado para ter foco e discernimento, do contrário poderá ficar disperso e agitado. Tem necessidade de se exercitar bastante, não sendo indicado para apartamentos. Confinado e sem gastar energia, poderá desenvolver problemas comportamentais. Origem: Grã-Bretanha / Expectativa de vida: 10 a 17 anos

Companhia

É lenda, por exemplo, dizer que a raça X ou Y se adapta melhor a ambientes pequenos ou mesmo gosta de ficar sozinha. Independentemente do porte ou do temperamento do cão, todos necessitam de atividade física – leve, moderada ou intensa – e de companhia ou distração. “Se for necessário que o animal passe longos períodos sozinhos, recomendo que o tutor faça com que seja divertido por meio do enriquecimento ambiental. O importante é deixar o pet distraído quando não houver ninguém por perto”, reforça.

A adestradora também lembra a importância da atividade física diária, que serve não só para exercitar o físico do animal como a mente, evitando desvios de comportamento, como estragar móveis e objetos pessoais do dono ou fazer xixi e coco fora do local indicado. A medida certa é a que deixa o pet confortável e calmo ao longo do dia.

BULDOGUE INGLÊS

Buldogue Inglês: a cara de bravo não traduz o temperamento: gentil e amável com a família. Quando filhote, adora brincar e correr, tornando-se mais pacato e quieto à medica que cresce. O focinho achatado favorece surgimento de problemas respiratórios e torna a raça um pouco “barulhenta” ao produzir ruídos parecidos com roncos. As dobras da pele exigem atenção com a secagem pós-banho para evitar inflamações por fungos. São propensos a ganhar peso e a desenvolver problemas articulares. Origem: Inglaterra / Expectativa de vida: 8 a 10 anos

Para crianças

Quem busca um parceiro para o filho pequeno também deve ficar atento aos aspectos inerentes a cada raça – algumas são mais, outras menos indicadas para ser companhia ou interagir com crianças, diz a adestradora Natália Vitoriano. Para esses lares, a profissional sugere cavalier king charles, shitzu, lhasa apso e maltês (leia mais nas legendas das fotos). 

Crianças muito agitadas podem se relacionar melhor com cachorros como west highland white terrier, golden retriever ou labrador – todos com bastante energia para ser gasta. “Beagle, poodle e cocker também têm nível de energia elevado”, acrescenta a profissional. 

WHIPPET

Whippet: magro e de porte atlético, é um corredor nato, embora seja calmo dentro de casa. Adora exercício físico e é amigo dos donos. É dócil e se relaciona bem com outros animais. São extremamente sensíveis física e emocionalmente, não tolerando tratamento nem correções severas, tampouco excesso de frio. Podem ser criados em apartamentos, desde que se exercitem ao ar livre diariamente. O pelo curto e fino não exige grandes cuidados. Origem: Inglaterra / Expectativa de vida: 12 a 15 anos

Vira-lata

Preferência de muita gente, já que, reza a lenda, são mais resistentes a problemas de saúde, demandam menos visitas ao veterinário e petshop ou mesmo são mais sociáveis e amigos dos donos, os vira-latas só se diferenciam de cães com raça definida em alguns aspectos, diz a adestradora da Cão Cidadão. 

PASTOR ALEMÃO CÃO CACHORRO

Pastor alemão: é inteligente e leal ao dono, ótimo companheiro. Gosta de aprender e agradar e precisa fazer atividade física diariamente. Tem muita necessidade de gastar energia e é esperto para executar atividades de vigia e pastoreio. Pode ser bom cão de guarda ou policial. Embora seja imponente e desperte medo, é equilibrado e jamais será hostil. Gosta de crianças e, desde que seja construído um relacionamento com elas, não haverá problemas. São ansiosos por aprendizado, por isso requerem adestramento adequado. Origem: Alemanha / Expectativa de vida: 7 a 10 anos

Segundo Natália Vitoriano, a separação por raças nos dá uma breve ideia do que podemos encontrar pela frente quanto a tamanho, cor, comportamento e nível de energia, mas é só. “São um norte (as características), mas qualquer raça ou mesmo sem raça definida (vira-lata) pode se adaptar a todos os lares, desde que introduzidas de maneira correta na família e naquela rotina. Todo animal tem suas necessidades e deve tê-las supridas para que sejam cachorros equilibrados e felizes”, observa. 

Conheça mais raças na galeria de imagens: