A Itália é bem conhecida como o país da massa, mas também mundialmente famosa pelos queijos saborosos. Na pizza, na lasanha da nonna ou acompanhando um bom vinho, são parte fundamental de uma gastronomia diversificada e paixão que aproxima italianos e mineiros.

De cada região da Itália vem um tipo diferente, fabricado com leite de vaca, ovelha, cabra ou de búfala, o que determina consistência, paladar e grau de gordura.

“São mais de 500 tipos diferenciados que temos em todo o território”, afirma o chef Marco Orsini, natural de Roma e que há 12 anos mora em BH. 
A versatilidade da iguaria permite utilização diversa na gastronomia – do antepasto à sobremesa – e foi enfatizada na última edição do True Italian Taste, evento promovido pela Câmara do Comércio Italiana de Minas Gerais. 

Para se deliciar com uma boa massa carbonara é indispensável o queijo pecorino, feito com leite de ovelha. A dica é do chef italiano Simone Biondi, um dos nomes do evento. “A maioria dos pratos que sirvo em meu estabelecimento são de herança familiar. Muitos têm o queijo como ingrediente”, diz Biondi, que comanda o restaurante Est! Est! Est! na capital mineira.

Parmesão e ricota são os tipos mais presentes nos pratos típicos italianos, pontua Marco Orsini. “A ricota é um clássico, pois dá uma cremosidade que deixa o prato com aspecto e sabor bem diferentes. É usado no preparo de lasanhas e até mesmo em almôndegas para conferir maciez”, ensina o chef, que já cozinhou para estrelas como Julia Roberts e Tom Cruise, além do jogador Diego Maradona, de quem era amigo. 

Orsini ressalta que em um único prato é possível encontrar três tipos. “Há uma receita de ravioli muito conhecida da região de Reggio Emilia, perto de Bologna, que leva no preparo a ricota para dar liga à massa, parmesão no recheio e, na finalização, muçarela”. 

Em terras mineiras, o chef serve em seu restaurante em BH, o Villa Celimontana, o Nhoque Vesúvio, generosamente finalizado com o tradicional queijo Minas meia cura, para deleite da clientela.

Já o pizza chef Leonardo Fontanelli, do La Vera, destaca que o preparo dos queijos italianos é tão tradicional que eles possuem certifica-ção da denominação de origem. Salivou? Confira as receitas!

N/A
N/A

Leia mais:
UFMG desenvolve tênis capaz de ajudar crianças com doença que causa bolhas no corpo