não gostaram

Entidades protestam contra a escolha de nome ligado ao CRM-MG para Secretaria de Saúde de BH

Leíse Costa
leise.costa@hojeemdia.com.br
30/03/2022 às 19:07.
Atualizado em 30/03/2022 às 19:24
 (Site/Reprodução)

(Site/Reprodução)

A escolha pelo novo prefeito de Belo Horizonte Fuad Noman (PSD) da médica Cláudia Navarro para assumir a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMS-BH) é contestada por mais de 40 conselhos municipais, coletivos e políticos.

Formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Cláudia é doutora na área de reprodução humana, especialista em Ginecologia e trabalhou por anos no Hospital das Clínicas da UFMG. Entre 2018 e 2020, Cláudia também atuou como presidente do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG).

Em uma carta publicada na última terça-feira (29), o Conselho Municipal de Saúde (CMSBH) e outras entidades ligadas à saúde da capital repudiaram a escolha de nomes ligados ao CRM-MG para assumir a pasta da Saúde.

Segundo o texto, o atrelamento do CRM-MG ao governo federal durante a pandemia na “prescrição indiscriminada de medicamentos para tratamento à COVID-19 sem comprovação científica” é uma das razões para rechaçar a entidade.

“O SUS-BH não é espaço de privilégio de corporações, muito menos quando a entidade em questão se posiciona de forma equivocada em relação à saúde pública em vários campos, sempre defendendo interesses próprios e privatistas em detrimento da saúde da população”, diz um trecho da nota.

Nesta quarta-feira (30), Cláudia participou da primeira reunião do novo secretariado da PBH ao lado do prefeito Fuad Noman (PSD). Em conversa com a equipe de governo, Fuad alinhou prioridades de sua gestão, incluindo as da Saúde, como a manutenção das políticas adotadas na capital mineira no combate à Covid-19, dengue e retomada de cirurgias eletivas.

A reportagem questionou a PBH em relação à nota de repúdio. De acordo com a Prefeitura, a Secretária vai se manifestar em breve sobre o comunicado.

“CRM NO SUS-BH, NÃO!
As entidades, coletivos, movimentos, organizações e mandatos de parlamentares abaixo assinadas, presentes na Reunião Extraordinária do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte do dia 28/03/2022, vêm afirmar seu decidido compromisso com a Política de Saúde de Belo Horizonte e manifestar o mais profundo repúdio pela indicação à Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte de representante do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRMMG).
O SUS-BH não é espaço de privilégio de corporações, muito menos quando a entidade em questão se posiciona de forma equivocada em relação à saúde pública em vários campos, sempre defendendo interesses próprios e privatistas em detrimento da saúde da população.
O atrelamento do CRMMG ao governo federal e sua política fascista e genocida desqualifica-o, assim como as pessoas que o compõem, a gerir uma Secretaria cuja política funda-se em princípios democráticos, inclusivos, solidários e interprofissionais.
O posicionamento negacionista que legitimou a prescrição indiscriminada de medicamentos para tratamento à COVID-19 sem comprovação científica, a tentativa de interdição do trabalho médico nos Centros de Referência em Saúde Mental (CERSAM), as posições absurdas em relação à Reforma Sanitária, Reforma Psiquiátrica, Saúde da Mulher, Atenção Primária e tantos outros pontos da rede SUS-BH, demostram desprezo e desconhecimento com a maior política pública do país, bem como as pessoas que ali trabalham e dela usam por direito.
É, portanto, inadmissível cogitar a indicação de representantes da referida entidade, em flagrante conflito de interesses, especialmente para gerir um município que possui políticas públicas pioneiras, vitoriosas e reconhecidas nacionalmente e que se mostra exemplo de cuidado e zelo com a população neste momento de pandemia.
Não aceitaremos qualquer retrocesso ou desrespeito à saúde do povo, à sua história e seu controle social.
CRM NO SUS- BH, NÃO!
Assinam este documento:
Associação Brasileira de Ensino em Psicologia
Associação Brasileira de Juristas pela Democracia
Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia
Associação Brasileira de Psicologia Social Núcleo BH-Betim
Associação dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental de Minas Gerais (ASUSSAM-MG)
Coletiva em Apoio às Mães Orfãs Coletivo Alvorada
Coletivo Resistência de Minas Gerais Comissão Estadual de Reforma Psiquiátrica/CES-MG
Comissão Municipal de Reforma Psiquiátrica/CMS-BH
Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais
Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte Conselho Regional de Fonoaudiologia (6° Região)
Conselho Regional de Nutricionistas (9º Região)
Conselho Regional de Psicologia (CRP-04)
Conselho Regional de Serviço Social Conselhos de DAs e CAs da PUC-MG
Deputada Estadual Beatriz Cerqueira (PT)
Deputado Estadual Dr. Jean Freire (PT)
Deputado Federal Rogério Correia (PT)
Desencarcera MG Diretório Acadêmico de Psicologia da PUC-MG
Federação Nacional dos Farmacêuticos
Fórum de Estudantes e Juventudes Anticapitalistas em Defesa do SUS-MG
Fórum Mineiro de Saúde Mental
Frente Brasil Popular
Frente Mineira Drogas e Direitos Humanos
Instituto DH Instituto Helena Greco de Direitos Humanos e Cidadania (BH-MG)
Ishtar BH - grupo de apoio a gestantes e mães
Levante Popular da Juventude
MandatoColetivA
Marcha da Maconha de BH
Marcha Mundial das Mulheres Minas de Doulas
Associação de Doulas de Minas Gerais Movimento dos Trabalhadores dos Serviços de Saúde Mental de Belo Horizonte
Movimento Nasce Leonina
Núcleo de Saúde do PT-BH
Observatório de Políticas e Cuidado em Saúde (UFMG)
Partido dos Trabalhadores de Belo Horizonte (PT-BH)
Parto do Princípio - Mulheres em Rede pela Maternidade Ativa Rede de Saúde Mental UFMG
Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares Rede Nacional Internúcleos de Luta Antimanicomial (RENILA)
Sindicato das/os Enfermeiras/os de Minas Gerais Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais
Vereador Pedro Patrus (PT)
Vereadora Bella Gonçalves (PSOL)"

Leia mais 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por