A liberação do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para as pessoas que nasceram em janeiro começou nesta sexta-feira (18) e deve injetar R$ 132 milhões na economia mineira. Este calendário é válido para os trabalhadores que não possuem conta na Caixa. Eles podem sacar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do FGTS. Segundo o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marcelo Bomfim, 315 mil mineiros nascidos em janeiro têm direito ao saque. 

"De um total de 10 milhões de trabalhadores, 4,4 milhões já receberam o dinheiro referente ao saque dos três primeiros calendários. Lembrando que neste mês temos dois calendários, sendo o primeiro que começou hoje (sexta) e vale para os nascidos em janeiro, e o segundo, a partir do dia 25 de outubro para os nascidos em fevereiro", explica. 

Os 4,4 milhões de correntistas da Caixa em Minas Gerais a que se refere já receberam, juntos, o total de R$ 1,7 bilhão referente aos três últimos calendários. Isso significa que, do total de beneficiários, 43,13% de pessoas no Estado já receberam o FGTS de saque imediato.

Bomfim ainda esclarece a principal dúvida dos trabalhadores em relação ao saque do FGTS. "Muitas pessoas perguntam sobre o cartão cidadão ou como fazer para ter acesso a ele. É muito simples, há um telefone (0800 726 02 07) gratuito para pedir a liberação do cartão e cadastrar senha. Após a confirmação, basta ir até uma lotérica com documento oficial com foto e o cartão cidadão e cadastrar uma nova senha. Depois disso, é possível sacar o FGTS na hora", detalha.  

O trabalhador Carlos José Expedito sacou o total de R$520,00 de duas contas. "O dinheiro veio para ajudar, pagar contas. Mas também vou fazer um passeio e um lanche especial com a família", contou.

Família


Veja o que é necessário para realizar seu saque:

SaquesClique para ampliar 

Já os saques de até R$ 100 podem ser feitos nas unidades lotéricas, mediante apresentação de documento de identificação original com foto.

Orientação 

Os trabalhadores que não possuem conta na Caixa e queiram sacar o FGTS, devem levar, além do documento de identidade, a carteira de trabalho também. "Não é necessário a carteira de trabalho para o saque, mas se houver algum imprevisto, ela será imprescindível para conseguir se realizar o saque. Então, estamos orientando para que levem a carteira de trabalho por garantia", explica o superintendente regional da Caixa Marcelo Bomfim. 

Horário estendido

Nesta sexta-feira (18) e também na segunda (21) e na terça (22), algumas agências da Caixa funcionarão com o horário ampliado para atender à demanda, abrindo com até duas horas de antecedência. Já neste sábado (19), algumas agências também estarão abertas de 9h às 15h. É possível visualizar a lista das agências que funcionarão com horário diferenciado nos próximos dias clicando aqui.

Saque imediato e saque-aniversário

O saque imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS em caso de demissão. Ele é diferente do chamado saque-aniversário, uma opção que permite ao trabalhador retirar parte do saldo de sua conta do FGTS anualmente em seu mês de aniversário. Mas nesta modalidade, caso opte por essa opção, o trabalhador perde o direito a receber a verba da rescisão de contrato de trabalho em caso de demissão. Esta modalidade estará liberada a partir de abril do ano que vem, e requer atenção.

Cronograma

A data limite para o saque imediato é até o dia 31 de março do ano que vem. Caso o saque não seja feito até lá, os valores retornam para a conta de FGTS do trabalhador. Confira, abaixo, o cronograma para receber os valores do fundo na categoria do saque imediato:

Cronograma

 

Leia mais:

Saque do FGTS para nascido em janeiro, sem conta na Caixa, começa hoje; tire suas dúvidas
Caixa funciona neste sábado para pagar FGTS aos não correntistas