Ministério da Saúde cria site provisório para quem precisa comprovar vacinação contra Covid-19

Agência Brasil
portal@hojeemdia.com.br
10/12/2021 às 20:06.
Atualizado em 14/12/2021 às 00:37
 (Valter Campanato / Agência Brasil)

(Valter Campanato / Agência Brasil)

O Ministério da Saúde criou um site provisório para orientar brasileiros que precisem comprovar as a vacinação contra a Covid-19. A informação foi dada nesta sexta-feira (10) durante coletiva de imprensa. No endereço é possível obter todas as informações necessárias para comprovar a vacinação até que os sistemas do Ministério da Saúde sejam restabelecidos.

No momento, a comprovação digital está indisponível devido ao ataque hacker ao site do ministério e ao aplicativo do ConecteSUS, que fornece o Certificado Nacional de Vacinação contra a Covid-19, na madrugada desta sexta.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, lembra as possibilidades de comprovação da imunização: a versão física do cartão de vacinação, que continua válida; a segunda via do cartão, que pode ser solicitada na unidade de saúde onde foi realizada a vacinação; município que têm base própria podem emitir certificados (no site provisório estão listados quais estados têm esse sistema). Por fim, o secretário executivo adianta que o Ministério das Relações Exteriores enviará aos países que solicitam o certificado pedido para que aceitem o cartão de vacinação.

Rodrigo Cruz lembra que a portaria com regras para ingresso no Brasil, que estabelecia apresentação do certificado de vacinação e quarentena, está adiada por uma semana. "Para não prejudicar o brasileiro que está no exterior a gente decidiu postergar a portaria", diz. Segundo ele, podem haver brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil que estão no exterior e não baixaram o certificado.

O secretário executivo reitera que as investigações estão sendo conduzidas pela Polícia Federal (PF) e pelo Gabinete de Segurança Institucional e que o governo realiza o backup dos dados de vacinação. Ainda não há estimativa de quando o sistema voltará a funcionar.

 Leia também:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por