A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (4) a Operação Quarta Parcela, para combater fraudes ao auxílio emergencial pago pelo governo à população para aliviar os efeitos econômicos da pandemia de Covid-19.

Cerca de cem agentes cumprem 28 mandados de busca e apreensão e sete mandados de sequestro de bens nos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. Por determinação judicial, mais de R$ 170 mil foram bloqueados.

“Os objetivos da atuação conjunta e estratégica são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos ao programa assistencial e, por consequência, atingindo a parcela da população que necessita desses valores”, informou a Polícia Federal.

Além da PF, participam dessa operação o Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, a Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Leia mais:
Receita Federal usa declarações de terceiros para documento pré-preenchido do imposto de renda
Complemento do auxílio emergencial para trabalhador é incógnita no imposto de renda
Comissão de Orçamento aprova relatório com previsão de R$ 1,595 tri