Os prejuízos na economia mineira devido ao período chuvoso, com início em outubro do ano passado, estão estimados em 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB), o que significa, aproximadamente R$ 1,1 bilhão. A estimativa é da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e foi divulgada em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (14).

Em relação à indústria especificamente, a Fiemg afirmou que é necessário um levantamento mais detalhado, mas que já espera um impacto significativo. Isso porque a Federação contabiliza 100 mil trabalhadores industriais cujas empresas estão paralisadas em Minas devido a vias interditadas e cidades isoladas.

O número representa cerca de 8% da força de trabalho paralisada, por algum motivo, em decorrência das chuvas.

"A Fiemg entende que, quanto antes tudo for restabelecido, menor será o impacto econômico. E esse impacto econômico reverbera em toda a sociedade, já que esses produtos e serviços também arrecadam tributos, geram renda e postos de trabalho", declarou em nota.

Leia mais:

Cidades do interior de Minas têm dificuldade para solicitar verba para recuperação após temporais