Os eleitores de Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais, voltarão às urnas no dia 2 de junho para escolher novos prefeito e vice-prefeito. A data foi determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) em sessão de julgamento nesta quarta-feira (24).

As eleições suplementares tiveram de ser marcadas porque o tribunal cassou a chapa eleita em 2016, com Leone Maciel Fonseca como prefeito e Duílio de Castro Faria como vice. Eles foram acusados de uso indevido dos meios de comunicação social em período eleitoral. Segundo a denúncia, a chapa teria distribuídos 60 mil exemplares de um jornal da cidade com reportagem difamatória em relação a outro candidato, o que teria influenciado o resultado da eleição. 

Leone Fonseca já havia renunciado ao seu mandato no início do mês de março de 2019, quando então Duílio assumiu a prefeitura e foi posteriormente afastado, passando o presidente da Câmara Municipal a exercer, de forma interina, a chefia do município. Atualmente, Cláudio Henrique Nacif Gonçalves, o Caramelo, é o chefe do Executivo em Sete Lagoas.

Quando renunciou ao cargo, Leone publicou uma carta em que negou as acusações. "Venho sofrendo calúnias, difamações e até mesmo ataques pessoais diante de um problema criado diretamente pelo governo estadual. Sempre fui homem de palavra e cumpri com minhas promessas, não posso deixar que a falta de compromisso do Estado e de todos aqueles que o representa apague uma história de trabalho árduo e honesto por Sete Lagoas", escreveu. 

Prazos

Até o dia 5 de maio, os órgãos partidários poderão se reunir em convenções para deliberar sobre a escolha dos candidatos. Após a escolha em convenção, o candidato que será registrado, caso ocupe cargo gerador de inelegibilidade, deve afastar-se no prazo de 24 horas. No dia 9 de maio, às 19h, será encerrado o prazo para entrega dos pedidos de registros dos candidatos à Justiça Eleitoral. A partir do dia 10 de maio, os candidatos podem iniciar a propaganda eleitoral, regulamentada pela Resolução 23.457/2015, que cuidou das regras relativas à propaganda nas Eleições 2016, e pela Lei 9.504/1997.

Estão aptos para votar os eleitores inscritos no município até o dia 6 de fevereiro de 2019. As eleições serão das 8h às 17h, com as mesmas Mesas Receptoras de votos constituídas para as eleições que aconteceram em outubro de 2016. A diplomação dos candidatos eleitos deve ocorrer até o dia 21 de junho.