Durante a cerimônia de posse nesta sexta-feira (1º), o prefeito reeleito Alexandre Kalil destacou a necessidade do respeito a quem pensa diferente em Belo Horizonte. O chefe do Executivo exaltou, ainda, os quatro primeiros anos de mandato, que não tiveram escândalos.

alexandre kalil posse 2021Prefeito Alexandre Kalil foi empossado remotamente por causa da pandemia de Covid-19

Kalil e o vice, Fuad Noman, foram empossados remotamente. No início do discurso, o mandatário afirmou que, por causa da idade e das comorbidades, não pôde estar presente na Câmara Municipal. “”Lamento profundamente”, disse.

Um dos pontos fundamentais da fala do prefeito, que conseguiu se manter no cargo ainda no primeiro turno das eleições do ano passado, em 15 de novembro, foi a diversidade. “Essa cidade é uma cidade plural, de LGBTs, de cristãos, evangélicos, de negros, e assim continuará sendo”, frisou.

Ao parabenizar os 41 vereadores eleitos, que também tomaram posse nesta sexta-feira, o prefeito destacou que todos vivem uma mesma situação em meio à pandemia de Covid-19. "Estamos no mesmo barco, estamos na mesma canoa, e sairemos de um jeito melhor ou pior lá na frente".

Sem se eximir de erros, Alexandre Kalil avaliou positivamente os primeiros quatro anos à frente da PBH. "Somos humanos, erramos, e passamos quatro anos do Executivo sem escândalo, sem racismo ou ódio. Claro, tendo divergências, teremos divergências. Todos que me conhecem sabem que não sou de demagogia, não gosto de mentir. A verdade vai cotninuar prevalecendo na Prefeitura de Belo Horizonte", complementou.

"Deus nos abençoe a todos. Porque o sucesso de vocês (vereadores) é o sucesso do Executivo, o fracasso de vocês é o fracasso do Executivo", disse o prefeito da capital mineira.

Leia Mais:
Prefeitos eleitos tomam posse em 5.472 municípios; 96 ficam pendentes
Nos bastidores, Nely Aquino deve ser reeleita presidente da Câmara Municipal de BH
Eleitor tem 60 dias para justificar ausência em votação