Após a Federação Única dos Petroleiros (FUP) suspender a greve programada para começar neste sábado (26), o Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindipetro/MG) informou que no Estado a decisão será tomada após uma assembleia dos trabalhadores da porta da refinaria marcada também para o sábado, às 7h30.

De acordo com a FUP, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) acatou quatro de seis sugestões feitas pelos sindicalistas para melhorar a proposta de mediação do TST entre os trabalhadores e a Petrobras. Mas, caso a empresa não concorde com as mudanças realizadas na proposta feita pelo TST, a entidade retomará o movimento grevista.

Entre as sugestões acatadas pelo órgão estão um reajuste maior para o Plano de Saúde; turno de 12 horas em terra somente depois de negociações nas unidades; pagar metade das horas extra e outra metade ir para o banco de horas; e recolher a mensalidade sindical. "Estamos por isso indicando à categoria a aceitação do acordo do TST e a suspensão da greve", disse o coordenador da FUP, José Maria Rangel.