A promessa feita no início do mês pelo governador Romeu Zema (Novo), de que adiantaria em dois meses a quitação do 13º salário de 2018 de  todos os servidores estaduais, foi cumprida nesta segunda-feira (21).

O benefício, em atraso desde o fim do mandato do ex-governador Fernando Pimentel (PT), foi totalmente pago aos servidores de forma antecipada - já que a escala iria até dezembro de 2019 - após um "reajuste de caixa", segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF). 

Cidade Administrativa
Governo pretendia terminar de pagar o abono natalino em dezembro, mas conseguiu adiantar em 2 meses

No dia 1º de outubro o governo anunciou que pretendia quitar ainda no mês a nona e última parcela do 13º do ano passado para 100% do funcionalismo, incluindo ativos, aposentados e pensionistas. Ainda conforme a pasta, a organização do fluxo de caixa só foi possível graças aos esforços do Executivo estadual para equilibrar as contas. 

Até então, somente parte dos servidores tinham tido o abono natalino quitado, sendo os profissionais de segurança pública os primeiros, ainda em maio deste ano, após pressionarem o governo e fazerem manifestações em frente à Cidade Administrativa. Em junho foi a vez dos funcionários da SEF, responsável pela folha de pagamento, terem o benefício de 2018 quitado. 

Leia mais:
Governo quer antecipar receita do nióbio para normalizar pagamento de servidores
Governo garante fim do parcelamento para servidores da segurança ainda neste ano
Zema quer privatizar Codemig para acabar com escalonamento de salários
Governo de Minas divulga escala de pagamento em outubro e promete quitar 13º salário de 2018