O Instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta segunda-feira (1º) os resultados de um levantamento sobre as intenções de voto dos belo-horizontinos em relação à eleição municipal de 2020. O prefeito Alexandre Kalil (PHS) aparece à frente nas intenções de votos dos entrevistados em todos os cenários e foi aprovado por 73,2% dos entrevistados. 

Na pesquisa espontânea (quando não se sugere nomes de possíveis candidatos aos entrevistados), Alexandre Kalil é apontado por 15,3% dos eleitores. Mais de 70% afirmaram não saber em quem votar. Veja no gráfico abaixo:

pesquisas paraná eleição 2020

Também foram apresentados dois cenários aos entrevistados, com possíveis nomes de candidatos. No primeiro, em que aparece o nome do ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda, Kalil tem 45,3% das intenções de voto, com Lacerda sendo apoiado por 12,6% dos entrevistados. Neste cenário também aparece o deputado federal Eros Biondini (PROS), destacado por 3,6% dos eleitores:

paraná pesquisas eleição 2020

No segundo cenário, sem Lacerda e Biondini, Kalil aumenta a vantagem sobre os concorrentes, sendo apontado por 50,8% dos entrevistados. Nesse caso, o segundo colocado seria o deputado federal Leonardo Quintão (MDB), com 8,1%:

paraná pesquisas eleição 2020

Os entrevistados também foram questionados sobre avaliação e aprovação do governo de Alexandre Kalil até o momento. A pesquisa indicou que 54,5% do eleitorado acha que o trabalho do prefeito é ótimo ou bom, até o momento. A aprovação é de 73,2% dos eleitores:

paraná pesquisas eleição 2020
paraná pesquisas eleição 2020

Realizada entre os dias 26 e 29 de março, a pesquisa entrevistou 894 eleitores de Belo Horizonte sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e posição geográfica.

Tal amostra representativa do município atinge um grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de, aproximadamente, 3,5% para os resultados gerais.

Leia mais:
'Política é feita na época da eleição. Eu vou governar para esse povo por quatro anos', afirma Kalil
Prefeito Alexandre Kalil cobra dívida de R$ 570 milhões do Estado