Preços da gasolina e do etanol apresentam queda na Grande BH, diz pesquisa; você notou a diferença?

Clara Mariz*
@clara_mariz
03/01/2022 às 18:15.
Atualizado em 04/01/2022 às 00:17
 (Fernando Michel / Hoje em Dia)

(Fernando Michel / Hoje em Dia)

No intervalo de um mês, o preço médio dos combustíveis na Região Metropolitana de Belo Horizonte caiu. De acordo com levantamento do site Mercado Mineiro, publicado nesta segunda-feira (3), apesar de a gasolina e o etanol terem fechado 2021 com alta de 66%, quando comparados com a pesquisa feita em novembro, houve queda de até 4,15%. Mesmo com a queda, os consumidores não têm sentido a difença na hora de abastecer.

O etanol foi o que apresentou maior diferença. Na comparação com os preços médios do levantamento de novembro, o combustível passou de R$ 5,599 para R$ 5,356. Isso representa uma queda de 4,15%, ou R$ 0,23.Já a gasolina comum apresentou uma diferença de 1,17%, ou seja, R$ 0,08. No mês anterior à pesquisa atual, o valor era de R$ 6,914. Agora, chega a R$ 6,833.

Para o vendedor e motoboy Erick Fiuza Gonçalves, de 28 anos, o preço do combustível continua alto. Ele depende da gasolina para trabalhar e avalia que tem trabalhado mais horas para conseguir pagar o combustível. "É um absurdo o que tem sido cobrado hoje. Eu tento entender o porquê de ter chegado a esse preço, mas não consigo. É até desumano esse valor, já que aumenta tudo também. Não tenho opção, preciso continuar trabalhando", afirma Gonçalves.

De acordo com o Mercado Mineiro, mesmo com a redução, "o etanol não é viável para o bolso do consumidor quando comparamos os preços médios, correspondendo a 78% do preço médio da gasolina comum". Para que o álcool seja financeiramente interessante ao motorista, a relação de preço com a gasolina não pode superar 70%.

O taxista, Ronaldo Andrade Ferreira, de 51 anos, também não sente a queda no valor dos combustíveis. Ele afirma que os preços continuam muito elevados. "Está muito difícil andar de carro. Cerca de 40% do meu orçamento é para o combustível", conta.

O levantamento recém-divulgado foi realizado de 20 a 23 de dezembro de 2021 em 145 postos de combustíveis da Grande BH.

(*) Com Fernando Michel

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por