Boletim Infogripe

Casos de síndrome respiratória aguda continuam crescendo entre adultos, diz estudo da Fiocruz

Agência Brasil
12/05/2022 às 16:39.
Atualizado em 12/05/2022 às 16:44

Segundo o boletim Infogripe, divulgado nesta quinta-feira (12) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), há indícios de crescimento dos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) entre a população adulta em diversos estados do Brasil. Os dados mostram que a Covid-19 é a principal causa do aumento.

O informativo refere-se ao período de 1º a 7 de maio e tem como base os dados inseridos no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até 9 deste mês.

De acordo com o novo boletim, continua a tendência de aumento de casos apontada no último relatório, divulgado na semana passada. A estimativa é de cinco mil casos, em média, na primeira semana de maio, número superior aos 4,7 mil da última semana de abril.

No geral, a maior parte dos casos, correspondendo a 41,2% dos vírus testados, é de vírus sincicial respiratório (VSR), que está fundamentalmente restrito a crianças pequenas. Entre os adultos, predomina o SARS-CoV-2, causador da Covid-19, que corresponde a 37% do total de casos.

O estudo mostra que 17 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento nos casos de SRAG na tendência de longo prazo, ou seja, considerando as últimas seis semanas: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins.

Em Minas Gerais, há sinal de crescimento apenas na tendência de curto prazo, ou seja, considerando os últimos três meses.

O Infogripe mostra ainda que entre as mortes, a causa que prevalece é a covid-19 (81,6% dos casos); em seguida, o VSR (8,5%), a Influenza A (2,8%) e a Influenza B (0,7%).

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por