Bem-estar

Comer bem no café da manhã pode reduzir ansiedade e depressão em adolescentes, diz estudo da UFMG

Vanda Sampaio
vsampaio@hojeemdia.com
20/05/2022 às 21:24.
Atualizado em 20/05/2022 às 21:35
 (pixabay / Divulgação)

(pixabay / Divulgação)

Começar o dia com uma alimentação saudável logo no café da manhã pode fazer toda diferença quando o assunto é a saúde mental dos adolescentes. A conclusão é de uma pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O estudo foi feito pela doutoranda Lúcia Helena Gratão que ouviu 73,5 mil adolescentes cadastrados no Estudo de Riscos Cardiovasculares  em Adolescentes (Erica).

Segundo a pesquisadora, alimentação e hábitos saudáveis podem estar associados ao menor risco de ansiedade e depressão – os transtornos mentais comuns em adolescentes.

Na lista de recomendações estão inclusos ingestão de água em quantidade adequada; prática regular de atividade física; menos tempo frente às telas; tempo de sono suficiente; e consumo de alimentos saudáveis no café da manhã.

Cerca de 75 mil adolescentes de 12 a 17 anos responderam à pesquisa Erica entre 2013 e 2014 em 1.247 escolas públicas e privadas de 124 cidades brasileiras, incluindo todas as capitais e o Distrito Federal.

No questionário havia perguntas sobre problemas de saúde (pressão alta, diabetes, asma), consumo de álcool, alimentação, sintomas depressivos e sono.

Os jovens também foram questionados sobre a alimentação nas 24 horas anteriores. Todos tiveram o peso, estatura e perímetro da cintura medidos e fizeram exames de sangue.

(Pixabay / Divulgação)

(Pixabay / Divulgação)

Conclusões
O estudo concluiu  que o consumo regular do café da manhã e a presença dos pais em pelo menos uma das principais refeições (70,36%) foram associados à menor chance de transtornos mentais entre os entrevistados porque nesses momentos havia diálogo e interação dos adolescentes com a família.

Outra conclusão da pesquisa é a redução do risco de transtornos mentais comuns entre os jovens que faziam refeições com maior quantidade de vegetais, leguminosas, cereais, carnes e ovos.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por