O mascote Galo Doido que cometeu ato machista ao fazer uma jogadora da equipe feminina dar uma "voltinha" - em seguida, ele ainda esfregou as mãos, durante a apresentação de Diego Tardelli - pediu desculpas na manhã desta quinta-feira (20). Duas postagens foram feitas na conta do Instagram do Atlético.

No texto, Galo Doido diz que começou a fazer um pedido desculpas direcionado aos atletas, mas que percebeu que a mensagem deveria ser levada ao conhecimento de toda a sociedade. "Peço desculpas, de coração. Falo sobre reconhecer um erro, se arrepender e mudar. Não é da boca para fora. É porque realmente aprendi". 

O Atlético, na apresentação do post, disse que a mensagem vai além. "Este não é só um pedido de desculpas, é uma reflexão sobre respeito, que pretende gerar aprendizado", dizia a publicação.

O caso ganhou notoriedade, gerou críticas e desabafo da jogadora Vitória. O clube afastou o mascote e publicou uma nota contra o ato. A assessoria do Galo disse que o funcionário reconheceu o erro, mas para evitar mais contratempos, a identidade dele não será divulgada.

Entenda a polêmiaca:

No domingo, 16 de fevereiro, o Atlético apresentou à torcida o atacante Diego Tardelli e as atletas do time feminino no intervalo do duelo contra a Caldense, no Mineirão.

A polêmica teve início quando o mascote pega a mão da zagueira Vitória Callhau e a faz dar uma "voltinha", esfregando as mãos e passando uma delas na boca em seguida. A cena ganhou as redes sociais, que chamaram a atenção para o gesto machista.

A atleta Vitória Calhau, em entrevista ao canal ESPN, disse que se sentiu um “objeto sexual” e, inclusive, ficou constrangida durante os treinos no clube. A jogadora de 19 anos chegou a parabenizar o time pela atitude em afastar o mascote. "Parabéns, Clube Atlético Mineiro, que isso nunca mais se repita. Respeito às mulheres. #TmjvitoriadoGalo", disse ela.

Leia também:
Atleta alvo de gesto machista do Galo Doido parabeniza diretoria e faz apelo: 'que não se repita'
Atlético afasta Galo Doido, mascote que fez jogadora do clube dar 'voltinha' no Mineirão