Ex-presidente do Cruzeiro e um dos responsáveis diretos para a maior crise da história do clube, Wagner Pires de Sá pode ser retirado do quadro de conselheiros da Raposa. O futuro dele será decidido por meio de votação no dia 18 de outubro, às 18h30, em uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo da agremiação. 

A saída de Pires de Sá foi um pedido formalizado pelo atual mandatário celeste, Sérgio Santos Rodrigues, no ano passado. A solicitação é fundamentada a partir de uma série de documentos cedidos ao Comitê de Ética, Disciplina e Corregedoria, seguindo os parâmetros determinados pelo Estatuto do Clube, Regimento Interno do Conselho Deliberativo e Regimento Interno da própria Comissão.

Cruzeiro

Wagner Pires de Sá é apontado como um dos principais responsáveis pela maior crise da história do Cruzeiro

Wagner Pires de Sá é um dos Beneméritos do Conselho Deliberativo do Cruzeiro. Ele está envolvido em uma série de episódios envolvendo lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa.

Em função de uma gravíssima crise política e financeira na gestão dele, a Raposa foi rebaixada para a Série B do Brasileiro em 2019.

Leia mais:
'Chega de empate!': Cruzeiro tem que voltar a vencer para não seguir o exemplo do ABC
Zagueiro Paulo comenta a classificação do Cruzeiro para a decisão do Mineiro Sub-20
Fim da linha? Cruzeiro precisa vencer todos os jogos restantes para ter chances de acesso à Série A

Confira abaixo o edital de convocação da reunião extraordinária do Conselho:

Cruzeiro