Apesar da maestria com a bola nos pés, do estilo clássico e do passe cirúrgico, Nacho Fernández não rendeu o esperado nos últimos duelos do Atlético, incluindo os dois encontros com o Palmeiras, pelas semifinais da Libertadores. Situação que está no radar do técnico Cuca, que, apesar de estar ciente de que o argentino pode jogar muito mais, teceu elogios ao armador.

“O Nacho é um jogador importantíssimo para nós, uma figura maravilhosa. E cabe a nós dar a ele a condição de desempenhar o melhor futebol, isso com diálogo, conversa e passando confiança. Estamos muito satisfeitos com ele, um cara maravilhoso, excepcional jogador e que vai evoluir ainda mais nesta caminhada”, declarou o comandante.

Atlético

Um dos principais nomes do elenco alvinegro, Nacho não foi decisivo nos últimos jogos

Nacho não marca gol pelo Atlético há quase dois meses. O último tento foi na vitória em cima do River Plate, por 1 a 0, no dia 11 de agosto, pelas quartas de final da Libertadores. No mesmo embate, acabou expulso. De lá para cá, foram 11 partidas sem ir às redes.

Já a última assistência ocorreu nos 2 a 0 sobre o Fortaleza, em 12 de setembro, algo que não se repetiu em nenhum dos seis desafios seguintes.

Na temporada, El Cerebro é o segundo melhor garçom do Galo, ao lado de Savarino, com oito assistências, cada, e o terceiro principal artilheiro, com oito bolas na rede, assim como Zaracho.

Leia mais:
Atlético chega à sua maior série invicta na Era dos Pontos Corridos do Brasileiro
Cuca vê triunfo sobre o Inter como ‘acerto de contas’ e ‘vitória mais importante no campeonato’
Keno marca o milésimo gol do Atlético na história dos Pontos Corridos do Brasileiro