Provocação, tentativa de invasão a vestiário e polícia em campo lançando gás de pimenta. A derrota do Cruzeiro para o CSA, por 2 a 1, na tarde deste domingo (26), teve briga entre jogadores das duas equipes.

Autor do gol da virada do time alagoano, Iury Castilho provocou os cruzeirenses logo depois de balançar as redes. O atacante do CSA fez um gesto como se falasse ao telefone, dizendo: “Fala, Zezé!”. O próprio clube alagoano, em sua conta oficial no Twitter, ratificou a provocação.

Cruzeiro

Autor do gol da virada, Iury Castilho relembrou o "Fala, Zezé!" em comemoração

O ato foi para ironizar o áudio de Thiago Neves, ex-jogador do Cruzeiro, enviado a Zezé Perrella, ex-dirigente do clube, antes do jogo entre a Raposa e o CSA, pelo Campeonato Brasileiro de 2019, em um dos principais episódios do rebaixamento dos azuis.

Já depois do apito final, o volante cruzeirense Adriano e o meia Giovanni foram protagonistas de uma tentativa de invasão ao vestiário do CSA. Os dois jogadores partiram em direção a adversários, enquanto policiais usaram gás de pimenta para conter a confusão.

Como o gás foi utilizado até mesmo dentro do vestiário do time visitante, atletas e comissão técnica do CSA tiveram de esperar no gramado, cercados por policiais, até que todo o entrevero fosse contornado.

Ainda com a bola rolando, Rafael Sóbis, atacante do Cruzeiro, foi expulso. A súmula do árbitro paulista Flávio Rodrigues de Souza, ainda a ser divulgada, servirá como referência para possíveis punições aos jogadores das duas equipes pela confusão depois do apito final.

Twitter

Em seu Twitter oficial, o CSA provocou o Cruzeiro. Confira abaixo.

 

Leia mais:
Cruzeiro perde de virada para o CSA, vê fim de invencibilidade e sonho de acesso mais distante
Virada do CSA aumenta longo jejum do Cruzeiro sem vencer equipes alagoanas