A noite desta quinta-feira (25) foi intensa para os mais de 60 mil cruzeirenses que foram ao Mineirão acompanhar o duelo entre a Raposa e o Náutico, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Além de se despedir de Rafael Sóbis e de Ariel Cabral, e do próprio time, que fez seu último jogo na temporada, a torcida celeste aproveitou para fazer manifestações sobre duas figuras influentes na vida política da instituição.

Principal patrocinador do Cruzeiro, e frequentemente acionado pela diretoria estrelada para socorrer o clube em pendências financeiras, o empresário Pedro Lourenço foi ovacionado no Gigante da Pampulha.

Já na chegada a um dos camarotes, onde assistiu à partida, Lourenço recebeu o carinho da torcida, que o parava para tirar fotos e agradecer a ajuda dada à instituição. 

Cruzeiro

Pedro Lourenço foi tietado por torcedores do Cruzeiro no Mineirão

Faixa e pedido

O agradecimento dos cruzeirenses a Pedro Lourenço também foi realizado em forma de uma faixa, fixada, com destaque, nas cadeiras do estádio. 

No intervalo da partida, o empresário foi literalmente para o meio do povo. Junto a integrantes de uma torcida organizada, Lourenço subiu em uma plataforma e cantou junto à torcida, nas arquibancadas, enquanto era saudado.

Por fim, grande parte do público entoou o seguinte pedido: “Olha que maneiro, o Pedrinho presidente do Cruzeiro”.

Presidente xingado

Se Pedrinho foi ovacionado no Mineirão, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, vivenciou situação oposta nesta quinta. Em alguns momentos da partida, o dirigente foi xingado pelo torcedor, que pediu sua saída do cargo.

Tal situação já havia ocorrido há três rodadas, no confronto com o Brusque, também no Gigante da Pampulha.

Na presidência da Raposa desde junho de 2020, Santos Rodrigues é apontado por parte dos cruzeirenses como responsável pelas fracas campanhas nas duas participações do time celeste na Série B.

Leia mais:
Pedro Lourenço diz que Manoel voltará ao Cruzeiro e que Willian Bigode também pode retornar