Filho de Wagner Pires de Sá aciona o Cruzeiro na Justiça e cobra mais de R$ 127 mil do clube

Da Redação
Hoje em Dia - Belo Horizonte
31/08/2021 às 12:28.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:47
 (Bruno Haddad/Cruzeiro )

(Bruno Haddad/Cruzeiro )

Ex-funcionário da Toca I e filho do ex-presidente Wagner Pires de Sá, Humberto Santos Pires de Sá acionou o Cruzeiro na Justiça. Ele cobra mais de R$ 127 mil, por meio de uma ação movida em 27 de agosto.

De acordo com Humberto, os valores são relativos a salários, FGTS, férias e multa. Pouco antes de deixar o clube, desempenhava a função de assessor da presidência.

Os valores detalhados são R$ 2.527,80 de salário, R$ 10.532,50 de férias proporcionais, R$ 3.861,92 de um terço de férias, R$ 13.902,90 de indenização por aviso prévio, R$ 1.053,25 de 13º salário proporcional ao aviso prévio e R$ 1.053,25 de férias sobre aviso prévio indenizado.Bruno Haddad/Cruzeiro

Wagner Pires de Sá presidiu o Cruzeiro em 2018 e 2019

O pai dele, Wagner Pires de Sá, é um dos responsáveis diretos pela maior crise financeira da história do Cruzeiro e foi destituído do cargo em 2019.

Wagner é investigado pela Polícia Civil, após denúncias feitas pelo Ministério Público. Dentre as acusações estão falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por