Jogadores de Atlético e Cruzeiro se pronunciaram em suas redes sociais após o caso de injúria racial, que aconteceu nesse domingo (10), no clássico entre as duas equipes, no Mineirão. 

Durante uma discussão entre atleticanos e alguns dos profissionais responsáveis pela segurança num setor do Gigante da Pampulha, um torcedor mostrou a pele e cometeu a injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, de 42 anos. 

"Olha a sua cor" e “macaco” foram algumas ofensas feitas pelo torcedor. Além dos xingamentos racistas, o segurança relatou que ainda sofreu uma cusparada dos indivíduos envolvidos no tumulto.

DedéO zagueiro Dedé lamentou e destacou como inaceitável o ato de injúria racial no clássico

No lado atleticano, o lateral Guga, os meias Vinicius e Marquinhos e o atacante Alerrandro foram alguns atletas que condenaram o fato ocorrido no Mineirão. Os cruzeirenses Fábio, Dedé e Thiago Neves também se pronunciaram em suas redes sociais. 

O goleiro Fábio, por exemplo, repudiou todos os atos de violência que aconteceram no clássico entre Cruzeiro e Atlético. O atleta que mais vezes vestiu a camisa celeste relatou que "as pessoas perderam a noção de viver, não sentem mais amor, não sentem mais compaixão, estão tomadas pela raiva, impulsão e falta de caráter".