Durante o lançamento do "Natal Gentileza" - projeto que oferece atrações natalinas gratuitas na sede da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) -, na noite desta terça-feira (10), o prefeito Alexandre Kalil (PSD) comentou pela primeira vez a histórica queda do Cruzeiro para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. 

Atleticano declarado e ex-presidente do maior rival do clube celeste, o político foi perguntado sobre a queda e respondeu com bom humor. "Olha, eu sou desbocado, sou malcriado e mal educado, mas canalha e cretino eu não sou e nem serei. Então, como todo atleticano, eu tive o mesmo sentimento. Gostei tanto quanto qualquer atleticano da queda do Cruzeiro", afirmou. 

Após uma campanha fraca em que acumulou apenas 36 pontos (o campeão Flamengo fez 90 pontos), o Cruzeiro caiu pela primeira vez em sua história quase centenária no último domingo (8), depois de ser derrotado por 2 x 0 pelo Palmeiras, no Mineirão.

A partida precisou ser encerrada antes mesmo do fim do jogo, devido a dezenas de episódios de violência entre os torcedores, que depredaram o estádio. Os prejuízos chegaram a cerca de R$ 300 mil, mesma quantia arrecadada com a bilheteria do último jogo

Leia mais:
Para comandante da PM, protocolo de atuação em dias de jogos é um sucesso
Símbolo da torcida celeste, Salomé passa mal após jogo do Cruzeiro e morre nesta madrugada
A cara do rebaixamento: o quarteto que decretou a degola do Cruzeiro em 2019
Ministério Público vai apurar ocorrências registradas após rebaixamento do Cruzeiro