Depois de participar de congresso em Portugal sobre gestão no futebol, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, retornou ao Brasil nesta quinta-feira (14). Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, o mandatário foi questionado sobre a paralisação promovida pelos jogadores e prometeu se posicionar nesta sexta-feira (15).

Sérgio Santos Rodrigues disse ter acompanhado o movimento dos atletas pelo noticiário. Ele deu resposta evasiva sobre uma possível ida à Toca da Raposa ainda nesta quinta-feira.

Cruzeiro

Sérgio Santos Rodrigues completou 500 dias de gestão em grave crise do clube

Os outros membros da diretoria não se manifestaram sobre a paralisação do elenco. O Conselho Deliberativo do clube, responsável por fiscalizar as ações da diretoria, também não se posicionou oficialmente sobre a grave situação que o clube atravessa.

O elenco do Cruzeiro deveria se reapresentar na Toca da Raposa na tarde desta quinta-feira, para iniciar os treinamentos para o próximo jogo pela Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, como já haviam prometido, eles paralisaram as atividades.

A equipe sub-20 também aderiu a greve, motivada pela falta de pagamento de salários aos jogadores e a funcionários do clube.

O próximo jogo do Cruzeiro será em 22 de outubro, quando vai enfrentar o Avaí, às 21h30, na Ressacada, em Florianópolis, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Leia mais:
Do presidente ao Conselho, dirigentes do Cruzeiro seguem em silêncio 24 horas após anúncio de greve
Jogadores do Cruzeiro não se reapresentam na Toca da Raposa e iniciam paralisação