As empresas de ônibus vão reduzir o número de viagens em Belo Horizonte sob a justificativa de que houve uma redução de 30% no número de passageiros devido ao cenário de pandemia do coronavírus. A BHTrans informou que, diante disso, solicitou esclarecimentos às concessionárias e que já estuda medidas cabíveis contra as empresas. 

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), "diante desse cenário tornou-se necessário uma readequação no quadro de horários, em caráter emergencial, para operar com eficiência o sistema. A redução leva em consideração também, a retirada de profissionais com mais de 60 anos, incluídos pelo Ministério da Saúde no grupo com maior risco de contaminação".

Mas, segundo a BHTrans, que também adotou uma série de medidas preventivas publicadas em portaria, não houve, sequer, diálogo antes da decisão.

"As empresas de ônibus, de maneira unilateral, reduziram o número de viagens. A Prefeitura de Belo Horizonte está convocando todos os concessionários para esclarecer o fato. E afirma que, no momento em que todos estão fazendo sacrifícios, os concessionários do serviço público de transporte têm o dever de prestar os serviços básicos à população. A área jurídica da BHT​rans está estudando medidas cabíveis contra as empresas"​, disse, por meio de nota.

Ainda conforme o Setra, a evolução diária da demanda de passageiros e as medidas divulgadas pelos órgãos públicos oficiais estão sendo acompanhadas para definir a operação de fim de semana. Veja, abaixo, as mudanças adotadas pela entidades a partir desta quinta-feira (19):

- Nas faixas horárias de “pico” (5h às 7h59 e de 16h às 18h59) – o sistema irá ofertar 90% das viagens programadas;

- Os horários das viagens determinadas vão levar em consideração a regularidade no atendimento.

- Esses novos horários programados, serão divulgados ao longo do dia para os passageiros dentro dos veículos e nas estações.

Leia mais:

Servidores da Fhemig interrompem greve para combater epidemia por Covid-19
Com cancelamento de voos no aeroporto de Confins, saiba como remarcar suas viagens sem custos
Covid-19: autoridades tentam blindar sistema financeiro em pânico