Após anunciar a realização de um leilão de cavalos recolhidos nas ruas, a Prefeitura de Nova Lima, na Grande BH, suspendeu o certame depois de a divulgação gerar polêmica pelas redes sociais. No total, nove animais seriam leiloados nesta terça-feira (17), com lance mínimo de R$ 50, na Associação Comercial e Empresarial (ACE).

De acordo com o edital, os equinos vendidos seriam aqueles em estado de abandono. que foram capturados e não retirados pelos tutores no período de 60 dias.

Tão logo as informações sobre o leilão foram publicadas nas redes sociais da prefeitura, diversas instituições de defesa dos animais se posicionaram sobre o assunto. “Existe algo mais ultrapassado que isto? Como cobrar ‘quem paga mais por uma vida’?! Estamos no século XXI. Animais não são objetos, por mais que insistam nisso”, publicou o Movimento Mineiro pelos Direitos Animais (MMDA).

"Esses equídeos precisam ser doados com termo de responsabilidade, sem exploração, sem escravidão", reforçou o BH Sem Tração Animal. 

Em nota, a prefeitura afirmou que decidiu suspender o leilão após se reunir com entidades e grupos ligados à causa de proteção e bem-estar animal. "Até verificar a maneira mais adequada de destinação dos animais de grande porte (equinos) no município”, completou.

Leia mais: 

Após novo caso da variante Delta, secretário de Saúde confirma transmissão comunitária em Minas
18 cidades mineiras já aplicaram a primeira dose da vacina contra a Covid em 100% dos adultos
Com estoque de sangue abaixo da metade, Hemominas faz apelo por doadores; veja como ajudar