Usuários do transporte público de Belo Horizonte seguem sem saber se haverá reajuste nas passagens de ônibus em 2021. Segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), ainda não há definição sobre a tarifa. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH), por sua vez, afirmou que não haverá mudanças no início do ano.

De acordo com o sindicato, o tema só deve ser discutido a partir da segunda quinzena de janeiro para evitar transtornos aos usuários dos coletivos na virada de ano. O último aumento ocorreu em 2018, quando a passagem passou de R$ 4,05 para R$ 4,50.

No fim do ano passado, o Setra e a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) discutiram sobre a possibilidade de um novo reajuste, já que os empresários queriam o aumento da tarifa para R$ 4,75. A mudança chegou a ser confirmada pela Justiça e começou a valer em 2020. No entanto, a prefeitura entrou com recurso e a passagem voltou a custar R$ 4,50.

Procurada pela reportagem do Hoje em Dia para se manifestar sobre o assunto, a PBH não respondeu até a publicação da matéria.

Região Metropolitana

As passagens de ônibus em Ribeirão das Neves, na Grande BH, estão mais caras desde 21 de dezembro. Após decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o valor da tarifa foi reajustado em 14,3%, passando de R$ 4,25 para R$ 4,86. A prefeitura do município informou que vai recorrer da decisão. O prefeito Junynho Martins (DEM) disse que não vai aceitar a medida.

Leia mais:

Retrospectiva 2020: assista ao vídeo com os fatos que marcaram Minas Gerais
Caminhão carregado com ácido sulfúrico tomba na MG-120 e complica o trânsito em Itabira