Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, prorrogou até 5 de abril, o prazo de vigência do decreto que restringe o funcionamento dos serviços não essenciais na cidade. A medida é para conter a disseminação do novo coronavírus.

A decisão será publicada na edição deste sábado (27) do Órgão Oficial do Município.

Pelo decreto municipal, somente é permitido o funcionamento dos serviços considerados essenciais como supermercados, açougues, farmácias, postos de combustíveis e indústrias. "Os serviços autorizados a funcionar devem garantir o cumprimento de todos os protocolos de biossegurança, como a exigência do uso de máscara, distanciamento adequado entre pessoas, disponibilidade de álcool 70% ou solução equivalente".

Para garantir que a Onda Roxa seja respeitada, a cidade vai intensificar, no final de semana, as fiscalizações na represa Várzea das Flores, local de grande movimentação de pessoas, principalmente em dias de forte calor, como os registrados nos últimos dias. 

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira, o município tem 20.191 casos confirmados da doença. O número de mortes pela Covid-19 já chega a 601.

Vacinação

O município já está imunizando idosos de 73 anos a 77 anos, com o lote de vacinas com 5.700 doses que chegou à cidade no último dia 22. A aplicação da vacina é realizada por agendamento para evitar aglomerações nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

As equipes das UBS estão entrando em contato com idosos para marcar dia e horário para o comparecimento às unidades para a vacinação.