BH autoriza volta às aulas presenciais no dia 26; retorno começa pelo ensino infantil

Luiz Augusto Barros
Hoje em Dia - Belo Horizonte
19/04/2021 às 14:42.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:43
 (Divulgação/PBH)

(Divulgação/PBH)

A retomada das aulas presenciais em Belo Horizonte já tem data marcada. Crianças de até 5 anos e 8 meses poderão frequentar as escolas e creches da capital a partir da próxima segunda-feira (26). A informação foi confirmada nesta segunda (19) pelo secretário municipal de Planejamento e Orçamento, André Reis.

Segundo a secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, o retorno inclui as redes pública e privada, que deverão seguir os protocolos já estebelecidos pela administração municipal. “Cada rede vai dar suas orientações específicas às instituições, sempre inspiradas e fundamentadas no protocolo da cidade. É importante que todos os profissionais da educação estejam atentos a essas orientações”, afirmou.

De acordo com a chefe da pasta, os estudantes serão divididos em pequenos grupos, chamados de "células" ou "bolhas", que terão entre seis a sete crianças e um professor. "Serão agrupamentos que vão, na medida do possível, manter o isolamento entre si para que não tenhamos uma aglomeração na escola que vá provocar a disseminação da doença", completou. Assim, caso haja um caso ou suspeita entre alunos, docente ou membro da família de algum integrande do grupo, a célula ficará suspensa e com os participantes em observação para verificar se houve infecção pelo coronavírus.

No entanto, para que as atividades presenciais continuem, a secretária alerta que a população precisa fazer a sua parte. "O cuidado de um e com o outro é que vai permitir que nossas crianças possam frequentar as escolas. A ideia é de que, a partir desse primeiro momento, nós tenhamos três semanas ou o próprio movimento da cidade, para observar e ver como isso poderá ser expandido”, disse.

Recomendações

Na semana passada, o Ministério Público de Minas Gerais recomendou à prefeitura a elaboração um protocolo escolar completo para o gradativo retorno às aulas presenciais na cidade. Além disso, em contato com a reportagem, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal (Sind-Rede) avalia que este não é o momento para o retorno, principalmente com o aumento do número de casos graves do coronavírus nas crianças .

Em março, a PBH havia indicado a intenção de autorizar o retorno dos alunos aos colégios para o dia 8. Porém, a disparada de casos do coronavírus e lotação dos leitos de terapia intensiva levaram a gestão a adiar o plano. Uma pesquisa da Secretaria Municipal de Educação (Smed), feita em fevereiro, mostrou que 70% das famílias belo-horizontinas com crianças matriculadas em creches queriam o retorno das atividades presenciais, conforme mostrou o Hoje em Dia.

Investimento

Diante da possibilitade de retomada das aulas, a Prefeitura de BH investiu R$ 5,9 milhões em compra de uniformes escolares, entre camisas, bermudas ou shorts-saia, e jaquetas escolares. O documento foi assinado pela Smed com a empresa Sonar Comercial LTDA. na última terça-feira (13). A aquisição foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) da última quinta-feira (15). 

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por