BH pode estar sendo afetada por queimadas na região amazônica como São Paulo? Entenda

Juliana Baeta
20/08/2019 às 15:58.
Atualizado em 05/09/2021 às 20:04
 (Lucas Prates)

(Lucas Prates)

O céu de Belo Horizonte está coberto por nuvens e ligeiramente acinzentado nesta terça-feira (20). Ainda assim, bem longe de parecer com o fenômeno que acometeu São Paulo nessa segunda (19), quando "o dia virou noite" e, por volta das 15h, o céu estava completamente escuro. Neste caso, a fumaça das queimadas que ocorrem há dias nos estados do Acre e Rondônia e também na Bolívia foram levadas por ação dos ventos ao Estado de São Paulo. Mas, na capital mineira, a tonalidade do céu tem outro motivo. 

Segundo o meteorologista Cleber de Souza, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma passagem de frente fria sobre o litoral da região Sudeste faz aumentar a nebulosidade também na região Central do Estado, onde está Belo Horizonte. "O que acontece é que com essa passagem de frente fria as nuvens estão em altura de média a alta, bloqueando o sol e, por isso, o dia fica mais escuro, com nuvens mais acinzentadas", explica. 

Soma-se a isso a poluição atmosférica habitual e o tempo seco, uma vez que a capital mineira não vê chuvas há vários dias. A boa notícia é que a chegada da frente fria ao Estado favorece o aumento da nebulosidade e pode até ocorrer chuvas fracas em BH nos próximos dias. 

"Estamos vindo de um domínio de massa de ar seco na capital que não favorecia praticamente nenhuma nuvem de vapor de água. Mas, agora, a umidade está aumentando", comenta o meteorologia. Para se ter uma ideia, nessa segunda, a umidade relativa do ar em BH era de apenas 24%, estado que requer atenção, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) especifica uma média de 60% de umidade do ar para que a saúde humana não seja afetada. 

Mas, nesta terça pela manhã a umidade do ar chegou a 65%, uma ótima notícia principalmente para quem sofre de doenças respiratórias, normalmente agravadas pelo tempo seco. No entanto, durante a tarde, a umidade do ar já caiu para 32%, o que é esperado, segundo o meteorologista, uma vez que as manhãs tendem a registrar mais picos de umidade do que as tardes. 

Nesta terça a temperatura mínima registrada na capital mineira foi de 16°C e a máxima prevista é de 29°C. Há previsão de chuvas fracas entre esta terça e a quinta-feira (22). A tendência é que a qualidade do ar continue melhorando nos próximos dias graças ao aumento da nebulosidade. 

"Mas, para ter algo aqui em BH parecido com o que aconteceu em São Paulo, teria que acontecer muitas queimadas nos estados do Mato Grosso e Goiás, para o vento conseguir trazer para cá", conclui o meteorologista.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por